Ariana Grande leva os fãs ao delírio no primeiro show da Dangerous Woman Tour no Brasil

Ariana Grande, dona de hits como “Break Free” e “Problem”, fez o primeiro show da Dangerous Woman Tour no Brasil e levou os fãs à loucura desde o momento em que pisou no palco. O show aconteceu nesta quinta-feira (29) no Rio de Janeiro e contou com uma setlist cheia de sucessos.

Quem ficou encarregada de abrir o show de Ariana foi a cantora e compositora americana Sabrina Carpenter. Além das músicas autorais que compõem seu álbum, o EVOlution, a cantora até se arriscou num cover de “That’s What I Like” do cantor Bruno Mars. Com batidas marcantes combinadas com a voz de Sabrina, vivenciamos um ótimo show de abertura onde a garota sabia muito bem o que estava fazendo no palco, conseguiu levar muita animação e tirar muitos gritos do público. Sabrina encerrou sua apresentação cantando seu mais recente single “Thumbs”, confira o clipe:

Minutos antes do show iniciar de fato, um vídeo começou a rodar no telão com uma contagem regressiva. Nas imagens, a cantora fazia caras, bocas e muita pose no que parecia ser um ensaio fotográfico. Nos momentos finais do vídeo, Ariana interagia com os fãs colocando a mão no ouvido como se não estivesse ouvindo eles gritando e pedia para que o público, que já gritava bem alto o seu nome, gritar ainda mais.

Quando a contagem finalmente acabou havia chegado a hora de Ariana subir ao palco. A primeira música da setlist foi “Be Alright” e com uma voz, figurino e coreografias impecáveis, a cantora mostrou que aquele seria um show e tanto.

Um dos pontos altos da noite foi a incrível performance de “Somewhere Over The Rainbow” onde a cantora mostrou sua grande potência vocal relembrando o evento beneficente “One Love Manchester”, que arrecadou milhares de dólares revertidos para um fundo de apoio às vítimas do ataque ocorrido em Manchester no final de um dos seus shows.

Durante vários momentos notamos a cantora meio distante/desanimada no palco e não houve o típico momento de conversa com os fãs, o que seria facilmente explicado se pensarmos no possível trauma de Ariana depois do ocorrido em Manchester. Talvez ela ainda não se sinta a vontade nos palcos ou estivesse num dia ruim – o que não seria problema nenhum já que assim como qualquer ser humano, artistas tem dias ruins, não é?

Além da voz, coreografias e figurinos da cantora, outro quesito que chamava muito atenção no concerto eram as imagens que apareciam no telão e os efeitos de luz que surpreendiam a cada música. Na faixa “Thinking Bout You” eram representados no telão vários casais criando assim um momento cheio de romantismo e celebração do amor. Sentada no chão, a cantora deixou o momento ainda mais intimista. Como tudo tem um lado positivo e negativo, notamos ausência de iluminação em diversos momentos durante o show, que somados com o excesso de fumaça, faziam com que os fãs perdessem Ariana de vista.

Depois de um show cheio de efeitos e muita dança, Ariana Grande subiu ao palco para fechar a noite com chave de ouro vestindo um look todo preto e cantou a música que dá nome ao seu último álbum e turnê, a faixa “Dangerous Woman”. 

Acredito que falo por todos quando digo que Ariana Grande tem uma carreira brilhante pela frente. Mesmo com pontos negativos e positivos, a cantora de 24 anos fez um show cheio de coreografia, troca de figurinos e mostrou o porquê de ser tão querida pelo público.

Após seu show no Rio de Janeiro, a “Dangerous Woman Tour” passará por São Paulo neste sábado (1) e segue para Santiago, no Chile, no dia 3 de julho e fecha o percurso de shows da América do Sul com um show em Buenos Aires, na Argentina, no dia 5 de julho. Esperamos que Ariana volte muitas vezes mais e nos presenteie com shows tão maravilhosos quanto este!

Fizemos uma playlist com algumas performances do show, confira: