Com diálogos marcantes e muitas referências, “Animais Fantásticos Os Crimes de Grindelwald” supera expectativas | Crítica

Na próxima quinta-feira, dia 15 de novembro, estreia nos cinemas “Animais Fantásticos Os Crimes de Grindelwald”, baseado nas histórias da escritora JK Rowling. O longa é o segundo filme da franquia “Animais Fantásticos” e se passa no mesmo universo de Harry Potter, mas anos antes do bruxinho. Diferente do primeiro filme, o “Animais Fantásticos e Onde Habitam”, este contém muito mais referências já conhecidas pela legião de fãs da saga e uma vibe forte com diálogos de tirar o fôlego. Nós da Poltrona Vip já assistimos o filme e temos nosso veredito. Analisamos aspectos mais técnicos para não soltar nenhum spoiler e estragar a experiência dos fãs.

Recapitulando, o primeiro filme introduz esse “novo universo” com acontecimentos que antecedem a história de Harry Potter. Ou seja, é só o universo que é igual. Não assista esperando encontrar Harry, Rony e Hermione em uma das cenas. O personagem principal aqui é Newt Scamander (Eddie Redmayne), que é um magizoologista que estuda criaturas incríveis para escrever sobre elas e conscientizar as pessoas para que parem de matá-las. Newt só faz o que julga correto e sensato, mesmo que isso signifique ir contra o Ministério da Magia.

No final do “Animais Fantásticos e Onde Habitam”, o poderoso vilão da franquia Gellert Grindelwald (Johnny Depp) foi capturado pelo MACUSA (Congresso Mágico dos Estados Unidos da América) com a ajuda de Newt, mas nas primeiras cenas desse segundo filme, tudo já começa a dar incrivelmente errado. Isso porque o vilão cumpre sua promessa e consegue fugir a caminho da sua extradição para a Europa onde cumpriria a pena por seus crimes. É aí que Alvo Dumbledore (Jude Law) se encontra com Scamander para que ele ajude a recapturar o vilão. Grindewald precisa ser detido antes que consiga realizar seu plano de reunir um exército de aliados que apoiem suas ideias distorcidas sobre a superioridade bruxa. Isso causa uma grande ameaça não só para os bruxos, mas para os não-majs – que são os trouxas de Animais Fantásticos.

Grindewald é um vilão instigante, inteligente e muito poderoso. Tudo em volta dele foi criado para que ele realmente se destacasse. O seu jeito, sua aparência, a maneira que dialoga, tudo foi construído para ele realmente ser um vilão muito interessante. Quanto aos outros personagens, gostaria de destacar a atuação de Zoë Kravitz, que dá vida a Leta Lestrange e que trouxe muita leveza e ao mesmo tempo força à sua personagem. A ligação dela com Newt é forte e muito aparente em “Animais Fantásticos Os Crimes de Grindelwald”. Leta tem uma carga emocional muito grande e protagoniza momentos bem importantes do filme, como o flashback de sua infância difícil durante sua passagem por Hogwarts, por exemplo.

O roteiro é denso e cheio de referências. Entre alguns destaques, temos a aparição de Nicolau Flamel e a famosa Pedra Filosofal, enredo do primeiro filme da saga Harry Potter, temos também Minerva e Alvo Dumbledore (Jude Law), que aparecem jovens, Nagini em sua forma humana e até referências sobre a Segunda Guerra Mundial – essa parte é o ápice do filme. Além disso, o longa é todo muito nostálgico para quem acompanhou a saga que deu origem a esta. Visitamos Hogwarts, conhecemos os protagonistas crianças, além de vermos vários flashbacks super importantes. O filme mostra também uma divisão dos núcleos à medida que eles se enfrentam e o amor e a lealdade são postos a prova.

Um aspecto interessante a ser notado comparando as duas sagas, é que este filme está bem mais maduro, ele acompanhou a sua geração de fãs. A ação é maior, as cenas estão mais adultas e até mesmo a atitude dos personagens me pareceram mais “pesadas”. A prova? Como os não mágicos também correm extremo perigo com as ideias de Grindelwald, numa das primeiras cenas uma família inteira é morta. Pai, mãe… e um bebê. Avada Kedavra num bebê. Mas, pera, a gente já viu isso antes numa família mágica, não vimos?

Uma das coisas mais geniais é o jeito que a câmera captura os personagens. Neste segundo filme, a câmera fecha muito mais no rosto de cada um e por algum momento você consegue até imaginar que eles estão falando com você. A sensação é de estar inserido na cena, de conexão com o personagem. As fotografia e efeitos visuais estão incríveis como sempre foram desde Harry Potter e a trilha sonora acompanha esse ritmo dando ainda mais emoção às cenas. O filme segue uma linha mais agitada que o primeiro, mas ainda assim muito tranquila se vista isoladamente. O plot twist é emocionante, muito, muito, bom e traz referências bem claras. A gente chega a se identificar por conta do período político que vivemos…

Para concluir antes que eu dê um spoiler, “Animais Fantásticos os Crimes de Grindelwald” supera expectativas e eu não digo isso por ser fã de Harry Potter e amar o universo, mas sim porque o filme é uma completa obra de arte. Desde à diálogos, referências e acontecimentos à construção de cena, cronologia, personagens, figurino e trilha sonora. De aspecto negativo, o filme deixou algumas coisas sem respostas. Isso pode ser bom ou ruim, dependendo do próximo filme, mas ninguém quer sair do cinema com perguntas, não é mesmo? Porém, não são coisas que estragarão a compreensão do filme, apenas são pontos bem sutis da trama. Nós esperamos que vocês aproveitem e amem o filme tanto quanto amamos!

Ficha Técnica:

Com direção de David Yates, o filme reúne o time criativo do primeiro “Animais Fantásticos”, incluindo o diretor de fotografia vencedor do Oscar Philippe Rouseelot (“Nada é Para Sempre”), o designer de produção vencerdor de três Oscars Stuart Craig (“O Paciente Inglês”, “Ligações Perigosas”, “Ghandi”, franquia “Harry Potter”), a figurinista vencedora de quatro Oscars Colleen Atwood (“Chicago”, “Memórias de uma Gueixa”, “Alice no País das Maravilhas”, “Animais Fantásticos e Onde Habitam”), e o editor de longa data dos filmes de Yates, Mark Day (últimos quatro filmes “Harry Potter”). A trilha é do compositor indicado a oito Oscars James Newton Howard (“Um Ato de Liberdade”, “Conduta de Risco”, franquia “Jogos Vorazes”).

“Animais Fantásticos Os Crimes de Grindelwald” é estrelado por Eddie Redmayne, Katherine Waterston, Dan Fogler, Alison SudolEzra Miller, Zoë Kravitz, Callum Turner, Claudia Kim, William Nadylam, Kevin Guthrie, Carmen Ejogo, Poppy Corby-Tuech, Jude Law e Johnny Depp.

Assista o trailer: