Curvem-se! Claire Foy, de The Crown, é indenizada pela Netflix

A atriz Claire Foy protagonizou a série “The Crown” da Netflix nas duas primeiras temporadas. Foy interpretou a rainha Elizabeth ll, mas recebia cerca de 29 mil libras a menos que o príncipe Philip (Matt Smith). De acordo com o Daily Mail, a indenização teria sido no valor de 200mil libras em compensação à diferença salarial.

Os produtores de “The Crown” haviam explicado o motivo da disparidade na época em que a polêmica surgiu. Suzanne Mackie e Andy Harries contaram em abril que Matt ganhava mais por conta da grande visibilidade do ator. Ele participou de quatro temporadas de “Doctor Who”.

O pagamento ainda não foi confirmado oficialmente pela Netflix. Mas, apesar disso, a plataforma de streaming se retratou. Em comunicado, foi assegurado que não haverá desigualdade – não faz mais do que sua obrigação, querida! A Left Bank Pictures, uma das parceiras na produção de “The Crown” com a Sony, declarou em nota: ‘estamos totalmente unidos na luta pelo pagamento salarial igualitário, livre de gêneros, e numa readequação de como a indústria trata as mulheres em frente e por trás das câmeras’.

A série foi renovada para pelo menos mais duas temporadas. O elenco contará com Olivia Colman como Elizabeth e Tobias Menzies, de Game of Thrones, como Philip para a terceira sessão. A proposta da nova sequência será abordar a trajetória da rainha em seis temporadas, segundo Ted Sarandos, responsável pela escala de conteúdo da Netflix. A previsão da volta de “The Crown” é para final de 2018 ou início de 2019.