DARK: ”A diferença entre passado, presente e futuro é apenas uma persistente ilusão!”

“A diferença entre passado, presente e futuro é apenas uma persistente ilusão…”, Albert Einstein.

“Dark” (2017) é a série alemã de suspense original Netflix que tem como principal tema a questão científica sobre viagem no tempo. Com 10 episódios compostos de flashbacks, a criação de Baran bo Odar e Jantje Friese conta a história sobre a cidade fictícia de Winden que abriga uma grande usina nuclear e está coberta de segredos.

O desaparecimento de Mikkel Nielsen e o suicídio de Michael Kahnwald (Sebastian Rudolph) são o gatilho inicial para o desenvolvimento da história complexa composta por um crime presente durante toda a geração de personagens. Eventos estranhos começam a ser notados e mentiras antigas são desenterradas.  Se uma pessoa desaparece, ‘’a questão não é onde ela está e sim quando ela está’’.

Enquanto Ulrich Nielsen (Oliver Masucci) começa a busca incansável pelo seu filho (Mikkel) e descobre de maneira drástica o que pode ter causado o desaparecimento; Jonas Kahnwald (Louis Hoffmann), procurando respostas sobre o suicídio de seu pai, acaba encontrando o fator responsável de todas as tragédias ocorridas na cidade. Jonas encontra não só a causa dos acontecimentos, mas também, o maior segredo da cidade de Winden.

Apesar de ter um tema muito abordado, a série o traz de forma totalmente inovadora, elaborada e complexa. A trama consegue apresentar acontecimentos interligados durante todos os episódios. É preciso ter atenção! As dicas e respostas estão escondidas em forma de falas, fotos, objetos e até músicas. O ar de desconfiança toma conta de quem está assistindo. Ao longo da série, as questões familiares e interpessoais vão ficando mais profundas. O quebra cabeça vai sendo montado de uma forma surpreendente.

Por mais que as duas séries tenham poucos elementos em comum, Dark não deveria ser comparada à “Stranger Things” (que também é uma ótima série original Netflix) pelo simples fato das duas abordarem temáticas totalmente diferentes.

Todos os mistérios, segredos e questionamentos científicos, éticos e religiosos da série contribuem para que, finalmente, a abordagem sobre viagens no tempo seja apresentada de forma diferente para todos os fãs desse tema. Desconfiar de tudo ou criar ligações para decifrar a grande rede de fatos, é apenas alguns dos efeitos que a série causa naqueles que estão assistindo. Descubra todas as respostas assistindo! E podem ficar tranquilos já que a série foi renovada para sua segunda temporada que com certeza irá trazer mais e mais respostas sobre os acontecimentos bizarros!

Dark conta com uma trilha sonora maravilhosa que está disponível como playlist do Spotify  e você pode conferir logo abaixo: