in

Entrevista | Alan Rocha fala sobre álbum de estreia com participação de Diogo Nogueira, cinema e musicais

Ator renomado em musicais de sucesso estreia na música com álbum “Alumiou”.

O cantor, compositor e ator carioca, Alan Rocha estreou no mercado fonográfico no último mês (Abril) com o single “Vem de Deus”, gravado em parceria com o grande sambista Diogo Nogueira, e chegou às principais plataformas de streaming como lançamento do seu primeiro disco “Alumiou” e disse que a inspiração veio despretensiosamente andando pela rua.

“Eu comecei a fazer ela [a música] andando na rua e olhando o céu refletindo sobre aquela luz que nos guia. Depois eu olhei a mesma luz com o olhar de inspiração para os compositores… Mas no geral, penso que essa luz “Vem de Deus” mesmo porque a música fala dessa luz que inspira o compositor e ilumina o caminho, basta acreditar que tudo vai melhorar.” – disse ele ao Poltrona Vip.

Sobre como Alan decidiu que “Vem de Deus” fosse seu ingresso no mercado fonográfico, o artista fala que a faixa estava entre as suas preferidas, além de homenagear algumas pessoas: “Eu já tinha as minhas preferidas e perguntava aos músicos as que eles gostavam. Mas essa música na minha mente homenageia o público que frequenta as rodas, os músicos e compositores.” – disse ele que completa, citando o peso de Diogo Nogueira na escolha do single: “Claro que juntando o título da música e a participação do Diogo Nogueira o peso na escolha foi ainda maior.”, assista:

Diogo Nogueira e Alan Rocha se conheceram no musical “SamBRA” com texto e direção de Gustavo Gasparani que é uma verdadeira aula sobre o samba, que muito orgulha e enaltece os “cariocas da gema” e ele explica como estreitou a relação com o renomado sambista: “Em 2015 quando trabalhávamos juntos no musical SamBRA eu já falava do CD. Com o tempo ele foi perguntando e se colocava à disposição. Nesse período fomos nos encontrando mais vezes e fortalecendo a relação. Participei em um show dele fazendo o Martinho da Vila, fiz o programa ‘Samba na Gamboa’, e, a convite do produtor dele, o Afonso Machado, fiz a locução em yorubá do seu show Munduê.” – disse ele.

“Uma vez quase mostrei “Vem de Deus” incompleta para o Diogo, e em outra ocasião o Afonso ja tinha ouvido uma parte e curtido. Aí, decidi que tinha que ser essa para ele gravar. Ele ouviu e curtiu e eu mais ainda. No dia da gravacao fiquei com olhos marejados ouvindo sua voz numa música minha. Foi de arrepiar.” – disse ele sobre o convite e a experiência de gravar com Diogo, que está no ar no Domingão do Faustão da Rede Globo, disputando o Show dos Famosos.

Alan Rocha irá estrear com o álbum “Alumiou” esse ano, ainda sem data de lançamento, mas em forte produção ele explica de onde vem a inspiração e processo criativo para o sua porta de entrada no mundo da música: “Eu quis abordar o amor, a cultura negra e brasileira. O velho o novo. O samba, e suas vertentes estão no CD como o samba de roda, o canção e o ijexá. A marchinha e o carnaval tão forte em mim ainda hoje, principalmente por ser um dos vocalistas do bloco Céu na Terra também se fazem presente. Os lindos arranjos do meu diretor Marlon Júlio também ajudaram nesta composição.”.

Alan Rocha é cria do subúrbio carioca, tem 38 anos, e é um dos nomes mais requisitados em grandes montagens musicais. Está no elenco de “O Bem Sertanejo”, musical com Michel Teló em turnê pelo Brasil, e já esteve à frente do elenco de grandes montagens como “Samba Futebol Clube”, “Besouro Cordão de Ouro”, “Ari Barroso”, “Candeia”, “Gilberto Gil, Aquele Abraço”, “Forrobodó” e o da foto acima “SamBRA”.

Dono de uma voz grave, que preenche de leveza as poéticas letras de qualquer samba, Alan Rocha também é vocalista e toca cavaquinho na banda do bloco de carnaval carioca Céu na Terra, e está prestes a lançar dois filmes como ator, “M8” com direção de Jeferson Dê e “Os Suburbanos” de Luciano Sabino com roteiro de Rodrigo Santanna.

“O palco é muito vivo, circula uma forte energia nele. Uma troca que tem dias que não dá pra explicar. Me sinto honrado e privilegiado em fazer parte disso e de passar belas mensagens através da arte.” – disse ele sobre como é estar em cima do palco atuando e cantando em grandes montagens brasileiras.

Por fim, o cantor promete muita coisa boa para o ano de 2019: “Esse ano tem muito “Alumiou” por aí! Lançamento do CD e muito samba pelo Brasil com este projeto. Também quero gravar outros clipes do meu CD e mostrar ao mesmo tempo o Alan ator e cantor. Além disso eu estreio uma série chamada “A Revolta dos Malês”, de Jeferson Dê e Belisário Franca e no cinema, estarei em dois filmes.”

E se você curtiu o trabalho do Alan Rocha e essa entrevista pode começar seguindo ele aqui nas redes sociais.

Escrita por Lucas Belo

Depois de fotos vazadas, Iggy Azalea desativa redes sociais e fotógrafo responsável se pronuncia

Jessica Jones | Terceira temporada ganha teaser e data de estreia