Entrevista: Maren Morris fala sobre inspirações, “The Middle” e expectativa para shows no Brasil

Maren Morris fará seus primeiros concertos no Brasil nos próximos dias. A cantora e compositora vencedora de um Grammy Award será o ato de abertura dos shows do cantor Niall Horran, que se apresentará no Rio de Janeiro, no dia 8 de Julho, e em São Paulo, no dia 10.

Há quem ache que Morris iniciou sua carreira recentemente devido ao grande sucesso da faixa “The Middle”, a colaboração com o dj e produtor russo Zedd, mas a caminhada dela começou bem antes do hit. A cantora de 28 anos sempre esteve imersa em música. Ainda criança, ganhou do seu pai um violão e desde então nunca mais parou de cantar.

Um dos grandes talentos de Morris é a composição. Sempre com letras fortes e com uma mensagem boa, chegou a ver suas músicas sendo interpretadas por grandes vozes do showbizz como na faixa “Last Turn Home”, interpretada por Tim McGraw, e “Second Wind”, presente no álbum “Peace by Peace” de Kelly Clarkson. Se você assiste a série “Nashville”, provavelmente já ouviu uma das composições de Maren entre um episódio e outro. Isso porque ela contribuiu com a letra de “This Is Real Life”, performada por Connie Britton e Lennon and Maisy no seriado.

Seu mais recente álbum de estúdio, o “Hero”, foi lançado em 2016 e a partir daí a cantora finalmente teve a visibilidade que tanto merecia. Deste álbum, saíram faixas como o carro chefe “My Church” , que rendeu à cantora um Grammy Award, e a faixa “Rich”. Maren Morris é hoje uma das grandes representantes da country music da atualidade. (Clique aqui para escutar o álbum)

Nós conversamos um pouco com a Maren Morris sobre suas expectativas pros shows no Brasil. Dona de muito carisma e uma voz super fofa, a cantora confessou estar super animada com os shows no país. Segundo ela, sempre ouviu a fama dos brasileiros serem super apaixonados e calorosos e agora terá a chance de ver isso de pertinho. Pessoal, não me decepcione!

Confira a entrevista na íntegra abaixo:

Poltrona Vip: Vamos começar falando sobre o “Hero”. Faz dois anos que ele foi lançado e seus fãs mal podem esperar pelo seu próximo projeto. Você está em estúdio preparando um novo material? Tem algo que você pode contar pra gente?

Maren Morris: Sim, eu tenho ido pro estúdio nos últimos 2 meses e nós temos a maior parte dele [novo projeto] gravado e vamos trabalhar nos meus vocais e na parte mais elaborada da produção nos próximos meses. A gente espera lançar um novo single muito em breve. Estamos trabalhando duro mesmo eu estando constantemente na estrada, mas ele está sendo feito nesse momento.

Pvip: O primeiro single do “Hero” foi a faixa “My Church”, que é a minha música favorita de todas! A letra, a vibe, o clipe, tudo é incrível. Eu gostaria de saber sobre seu processo de escrita. Alguns artistas gostam de compor sozinhos, por exemplo. E você?

Maren: Eu costumava escrever sozinha bem mais, mas nos últimos anos eu tenho ido pra Nashville porque a cultura de composição de Nashville é muito colaborativa e eu amo muito compor com outras pessoas. Quando escrevo minhas músicas é muito mais divertido pra mim escrever com outras pessoas que sozinha. Então, eu colaboro bastante.

Pvip: “The Middle” é um sucesso no Brasil e no mundo. Como surgiu o convite para colaborar com o Zedd?

Maren: Zedd entrou em contato comigo em outubro do ano passado e o time dele me mandou uma demo e eu fiquei apaixonada pela música. Depois de ouvir pela primeira vez, tipo, nem 10 segundos da música, eu percebi que seria uma canção muito, muito grande e eu quis fazer parte disso. Então, eu gravei meus vocais para a música e dois meses depois nós gravamos o clipe. Depois fomos ao Grammys e nos últimos meses a música explodiu no mundo todo (…). É muito incrível ver isso.

Pvip: Agora, falando sobre colaborações. Nós estamos vendo muitos duos entre artistas diferentes dominar as paradas e nem sempre estes artistas compartilham do mesmo gênero musical. “The Light Is Coming”, da Ariana Grande feat Nicki Minaj, e “Bon Appétit”, da Katy Perry feat. Migos, são bons exemplos. Pensando nisso, há algum artista que você gostaria de colaborar.

Maren: Existem vários que eu gostaria de colaborar e é difícil escolher um só porque eu sou muito fã de vários, mas Ed Sheeran, a música e a carreira dele eu acho que ele é um artista único, e também Taylor Swift seria uma colaboração incrível. Eu amo as composições dela.  

Pvip: Na sua opinião, qual é o elemento mais importante para esses duetos terem sucesso?

Maren: Obviamente a música ela tem que ter identificável, tem que ter pegada, ser de fácil compreensão para o maior número de pessoas. Em duetos, os dois precisam ter química, é parte crucial para uma colaboração de sucesso.

Pvip: Que estilos musicais você tem na sua playlist agora e quais artistas você gosta?

Maren: Eu amo muito os artistas R&B. Lauryn Hyll, Sheryl Crow, Kehlani…

Pvip: Pensando nos artistas que você gosta, como eles te inspiram?

Maren: Eu acredito que eles me inspiram porque são originais, porque não são como mais ninguém, sua verdade é única. Eles me inspiram a sempre ser eu mesma e não querer parecer com outra pessoa. E é isso que meus artistas favoritos me inspiram, porque são completamente originais.

Pvip: No Brasil nós temos um gênero que se chama sertanejo e é bastante parecido com o country. Uma grande revolução aconteceu há uns dois anos e pela primeira vez as mulheres estão dominando o gênero. Como você vê as mulheres na indústria country nos dias de hoje?

Maren: Hoje eu desejo que as mulheres tenham a mesma oportunidade no country que os homens. Nós temos um monte de cantoras incríveis e talentosas no country e é tão bom para nós estarmos nas rádios tendo a mesma visibilidade que os homens. Eu me sinto muito orgulhosa pelas mulheres na música country porque eu acho que ajuda a mudar alguns diálogos, clichês que aconteceram nas últimas décadas e eu acho que isso está crescendo cada vez mais.

Pvip: Mês passado foi lançada a versão acústica da música “Seeing Blind” que você faz participação com o Niall e agora você está vindo para o Brasil como ato de abertura dos shows dele no Rio de Janeiro e São Paulo. Nós podemos esperar um dueto ao vivo?

Maren: Sim, nós nos apresentaremos juntos! É muito divertido e eu acho que vocês irão gostar.

Pvip: Os fãs brasileiros são conhecidos pela sua paixão e calor. Você está animada para cantar para esse público? Quais são suas expectativas para os show?

Maren: Eu estou muito animada para conhecer os fãs brasileiros! Eu cresci ouvindo que os fãs brasileiros são os mais apaixonados, calorosos e que vocês amam muito música então eu estou muito animada para ver isso com meus próprios olhos!