in ,

Entrevista | Miranda conta detalhes sobre “Sonho Meu” e os desafios do início de carreira

Tem canções em que Miranda mergulha em seus mais profundos sentimentos com tanta vontade que é impossível não sentir toda a sua imensidão. Em outras, ela apresenta uma vontade genuína de se comunicar e fazer refletir sobre o universo. O desejo de transmitir emoções por meio da música está presente em sua vida e foi mostrado em “Sonho Meu”, EP que marca a estreia da jovem cantora neste ano. 

Depois de encarar a pluralidade do Youtube, a carioca Aline Loureiro de Miranda, mais conhecida como Miranda, deixa os covers de lado para encarar o início de uma carreira brilhante como cantora e compositora de suas próprias músicas.

“A experiência de começar uma carreira é belíssima e assustadora ao mesmo tempo, porque de certa forma você expõe o que sente, a sua pessoa, o seu comportamento, o que gosta de fazer e quem você é, isso assusta um pouco no início. Mas eu acho que com o tempo você se acostuma, porque se você faz o que ama, não há motivos para colocar empecilhos para isso”, declara a artista.

De lá pra cá 

Inserida no MPB, Miranda aproveita o atual crescimento do movimento que, por ser ponte de sensações, a representa com grande facilidade. “Ao escutar uma música nesse estilo você interpreta o que está acontecendo e acaba levando aquilo para a sua vida, para uma situação que aconteceu com você ou com alguém que você conhece. Isso é o que eu acho mais bonito na música e fico feliz em estar inclusa neste contexto, porque é o que eu amo!”, diz.

A estreante tem vários motivos para acreditar na música brasileira e um deles você já deve conhecer. Inspirada em Tiê, importante representante da cultura nacional, bem como em sua faixa “Assinado Eu”, Miranda escreveu sua primeira canção e conheceu o amor pela arte. “Eu ouvia essa música e desejava passar informação e sentimento daquela forma, sabe? Cantando o que estou sentindo, conseguindo relatar por meio dos acordes da letra o que está de fato acontecendo”, contou ao Poltrona VIP

Assim como outros diversos cantores da atualidade, Miranda foi descoberta por meio de vídeos publicados em canal do Youtube, com covers que iam de Lily Allen a Anavitória. No início, o perfil tinha como público apenas os melhores amigos da artista, mas logo se tornou um importante portfólio de apresentação, que chegou até os profissionais da música e despertou interesse na Warner Music Brasil, gravadora responsável por diversos nomes consagrados.

Miranda faz sentir o que está sendo ouvido

Intitulado como “Sonho Meu”, Miranda lançou seu primeiro EP de trabalho que ganhou vida em Junho deste ano e reuniu letras doces de três singles autorais, além de uma impressionante releitura da faixa que dá nome ao projeto, originada do samba de Dona Ivone Lara e Délcio Carvalho.

O material foi resultado de um ano cheio de trabalho e desafios. “Eu Não” foi o primeiro single lançado, marcando a estreia da cantora em grande estilo ao entrar nos virais do Spotify Brasil em seu lançamento – não é atoa que é sua canção favorita -. Logo após veio a balada romântica “Agora”, a encantadora “Universo” e, depois de algumas negociações entre a gravadora e a equipe da artista para decidir o que seria lançado, surge a proposta da regravação de “Sonho Meu”.

“Confesso que no início eu não estava muito segura de mim para gravar porque essa é uma faixa muito relevante. Eu recebi a base da música, peguei para mim o que eu sentia ao ouvir e tentei passar todos os sentimentos daquele momento por meio de sua letra, foi assim que nasceu a minha versão”, conta Miranda em conversa.

Em relação ao processo de composição de suas obras, a carioca revela que sua maior inspiração é a vida. “Eu gosto de dar o exemplo da árvore, um dia eu estava na aula olhando para uma árvore lá de fora, fiquei pensando sobre a folha caindo na cabeça e achei aquilo muito bonito. Então, um tempo depois, eu escrevi uma música sobre árvores, não literalmente sobre árvores, mas sobre o caimento das folhas e de toda a poesia que tem envolvido nisso. Eu tento colocar para fora tudo aquilo que me encanta, então a música é uma grande aliada nesse processo!”, declarou a jovem. 

Next steps

Com uma jornada longa pela frente, mas com a certeza de que o caminho do sucesso já está sendo traçado, Miranda tem como objetivo continuar lançando trabalhos para que as pessoas possam conhecê-la, além de mostrar que elas não estão sozinhas. Uma fofa, né? A compositora ainda comentou sobre um grande interesse em colaborar com sua musa inspiradora Tiê, com a dupla Anavitória, o cantor Jão e “toda essa galera nova que chegou”. “Eu amaria gravar com esse pessoal porque é um som muito parecido com o que eu gosto e acho que é muito verdadeiro, então seria ótimo!”


Escrita por Renan Coelho

Ariana Grande e Taylor Swift são as mais indicadas do VMA 2019

Guia de Sobrevivência | Fique por dentro das dicas e programação para curtir ao máximo a Game XP 2019