Fifth Harmony leva a “PSA Tour” para o KM de Vantagens no Rio De Janeiro

0
94

Na última semana o Brasil foi novamente visitado pelas meninas da girlband Fifth Harmony, que realizaram três shows da PSA Tour no país. O grupo começou a maratona de shows em Belo Horizonte, em 4 de outubro, logo depois no Rio de Janeiro no dia 6 e no dia 7 se apresentaram no estádio Morumbi, como atração internacional no Villa Mix Festival em São Paulo. Estivemos no KM de Vantagens, onde aconteceu o show do Rio, e pudemos conferir de perto o concerto.

Como de costume, houve um show de abertura e o escolhido da vez foi o cantor americano de 21 anos Alex Aiono. Dono do hit “Does It Feel Like Falling”, Aiono soube muito bem levantar a platéia e fazer um ótimo aquecimento para o show principal.

A música escolhida pelas meninas para dar início ao espetáculo foi um dos seus maiores hits, a faixa Worth It”, que foi seguida de BO$$”, outro grande sucesso das garotas. E por falar em músicas, um dos pontos negativos ao nosso ver, foi a setlist limitada às músicas do mais recente álbum da banda, o “Fifth Harmony”. Claro que as canções escolhidas para o show seriam predominantemente do último álbum já que a turnê faz parte desta nova era das meninas Pós-Camila Cabello, mas sentimos falta de músicas como “That’s My Girl” e “Impossible”.

Falando em Camila, conversamos com alguns fãs e eles disseram que o desligamento da cantora da girlband foi bom para ambas as partes e, além de não haver nenhum tipo de ressentimento por parte deles, eles contaram que torcem muito para a cantora agora que ela está em carreira solo. “Apesar da saída da Camila, o grupo continuou a todo vapor e não deu bola pra trás. As novas músicas são bem mais sensuais e mais maduras. Única coisa que senti falta foi de uma estrutura mais “pesada”, agora tirando isso foi tudo maravilhoso!”, disse Matheus Pires, 20.

Outro destaque, foi o momento em que as meninas levaram um fã no palco e dançaram para ele. O escolhido da vez foi Hoton Esteves, 27, que veio de Recife só para encontrar as meninas. Segundo Hoton, a oportunidade de subir ao palco surgiu por um acaso. Ele havia comprado o Meet & Greet para conhecer as meninas e após o encontro a própria Dinah pediu para que ele subisse ao palco. “Depois que eu tirei a foto, que eu agradeci e tava indo embora ela falou pro segurança me chamar, né. E aí surgiu o convite para ir pro palco.”, disse Hoton. 

Ainda de acordo com o fã, que confessa ter ficado um pouco tenso antes de subir ao palco, a produção fez apenas uma restrição. “A única restrição que tinha era não tocar nas meninas. É plausível e eu entendo isso porque são homens, né. Nem todo homem acaba respeitando os limites.” 

No quesito cenário e efeitos de palco, nós vamos ser muito sinceros. Nos surpreendemos! Assistindo à alguns videos na internet havíamos nos deparado com basicamente a mesma cenografia das turnês anteriores, que se resumia em uma escada. Porém, dessa vez, mais coisas aconteciam no palco. Para começar, um telão enorme que levantava para as meninas fazerem a entrada e saída de palco, além de exibirem imagens diferentes a cada música. Luzes, fumaça, papel picado, telão. Todas essas coisas somadas com a performance dos artistas em palco contribuem para uma boa experiência do público e a PSA Tour conseguiu atingir essa meta.

Após o show do Rio, Fifth Harmony seguiu para São Paulo onde se apresentaram para a platéia do Villa Mix Festival e no domingo fizeram uma apresentação surpresa no programa “Domingão do Faustão”.

Confira alguns videos da turnê: