Fontes confirmam que a overdose de Demi Lovato não foi de heroína

Ao contrário do que foi noticiado mais cedo pelo TMZ, Demi Lovato não sofreu uma overdose de heroína. A informação vem de uma fonte próxima à cantora e foi veiculada pela People e, posteriormente, pelo próprio TMZ.

Mas Demi realmente foi medicada com o remédio Narcan, usado para aplacar o efeito de opioides em casos de superdosagem, como são a heroína e o oxycontin. Ainda não se sabe qual foi a substância causadora da overdose.

Um dos representantes de Lovato emitiu uma nota via Twitter sobre o estado atual da cantora:

“Demi está acordada e com sua família, que quer expressar um agradecimento a todos pelo amor, orações e apoio. Algumas das informações sendo veiculadas são incorretas e eles respeitosamente pedem por privacidade e não especulação pois a saúde e recuperação dela são as coisas mais importantes nesse momento.”

Demi Lovato tem 25 anos e há anos batalha contra o vício em álcool e drogas e com distúrbios alimentares, no começo do ano ela comemorou, em suas redes sociais, seis anos de sobriedade. Demi sempre foi muito aberta sobre esses assuntos e falou sobre eles em “Simply Complicated“, documentário lançado no YouTube ano passado, e na música “Sober“, lançada em junho, na canção ela pede perdão por não ter conseguido manter a sobriedade.