Little Mix presta homenagem à Marielle Franco na divulgação do single “Woman Like Me”

A girl band britânica Little Mix prestou uma homenagem na divulgação do novo single, “Woman Like Me”, à Marielle Franco, vereadora do Rio de Janeiro brutalmente assassinada em março desse ano. O grupo criou um site com o objetivo de formar um mosaico com imagens de mulheres inspiradoras e incluiu a foto de Marielle entre elas.

“Woman Like Me” contará com a participação de Nicki Minaj e é o primeiro single do quinto álbum do grupo. A música, que será lançada no dia 11 de outubro, fala sobre o empoderamento feminino e o lyric video incluirá mulheres de todas as etnias, idades, formas e também aquelas que marcaram a história.

“Nosso novo single é sobre celebrar mulheres incríveis em todas as formas e formatos. Nós não sentimos que há lugares suficientes para celebrar mulheres agora… então queríamos fazer mais um aqui”, explicou o grupo ao compartilhar o link do mosaico no twitter.

Para participar da ação e ter sua imagem no site, é só postar nas redes sociais a foto de uma mulher inspiradora com a hashtag #WomanLikeMe. Confira abaixo a foto de Marielle no mosaico!

Marielle Franco era socióloga, feminista e uma voz em ascensão na militância em defesa dos direitos humanos e dos direitos para a população negra e da favela. Ela foi a quinta vereadora mais votada da cidade do Rio de Janeiro em 2016 pelo PSOL e denunciava a violência policial recorrente com os moradores das favelas.

A vereadora nascida no complexo da Maré foi executada com quatro tiros na região da cabeça e do pescoço no centro do Rio no dia 14 de março de 2018. Ela estava voltando para casa após um evento sobre a atuação de mulheres negras na política no bairro da Lapa, junto com o motorista Anderson Gomes e uma assessora, quando um carro emparelhou com o veículo onde estava. Foram feitos ao menos nove disparos contra o carro, que resultou na morte de Marielle e na do motorista, atingido com três tiros nas costas. A assessora, que estava no banco dos passageiros, ficou ferida pelos estilhaços.

No dia 10 de março, quatro dias antes de sua morte, a vereadora criticou no facebook a ação violenta dos policiais na favela de Acari, Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro. “O 41° Batalhão da Polícia Militar do Rio de Janeiro está aterrorizando e violentando moradores de Acari. Nessa semana dois jovens foram mortos e jogados em um valão. Hoje a polícia andou pelas ruas ameaçando os moradores. Hoje a polícia andou pelas ruas ameaçando os moradores. Acontece desde sempre e com a intervenção ficou ainda pior”, escreveu ela. No dia 13 de março, Marielle voltou a denunciar o abuso policial nas redes sociais: “Mais um homicídio de um jovem que pode estar entrando para a conta da PM. Matheus Melo estava saindo da igreja. Quantos mais vão precisar morrer para que essa guerra acabe?”.

Muitos artistas nacionais e internacionais também prestaram homenagens à vereadora, incluindo Mc Carol, que lançou uma música intitulada Marielle Franco, e Katy Perry, que convidou a irmã (Anielle Franco) e a filha (Luyara Franco) de Marielle para o palco da Witness: The Tour no Rio de Janeiro e prestou uma linda homenagem ao som da música Unconditionally. Entretanto, quase sete meses depois do assassinato, ainda não há respostas sobre quem foram os autores do crime, os mandantes e a motivação. Mas há uma única certeza: Marielle continua presente, hoje e sempre.