Positividade e performances impecáveis: Lindsey Stirling traz a magia da “Brave Enough Tour” ao Rio de Janeiro

0
133

Lindsey Stirling apresentou neste sábado (26) o show da sua turnê “Brave Enough Tour” no Rio de Janeiro. O concerto aconteceu no KM de Vantagens Hall e reuniu grandes amantes do estilo único da artista. Um público misto que ia de adultos à crianças. A turnê mistura tudo o que Lindsey sabe fazer de melhor: ser uma fofa, dançar, transmitir mensagens positivas e tocar muito bem violino, é claro!

O primeiro ato do show começou pontualmente no horário previsto com “Beyond The Veil”, uma das primeiras músicas originais lançadas pela artista. Já de início o público pode sentir que a noite seria mágica. Com um balé muito bem sincronizado, banda alinhada e muito efeito de luz, Stirling mostrava para que veio e estava disposta a transformar a noite em algo memorável. Em um dos momentos do seu show, a artista fala um pouco da sua caminhada e relembra os obstáculos que passou e manda uma mensagem muito importante aos seus fãs: “Você pode escrever sua própria história. Acredite em você.”.

É tradição de alguns shows momentos acústicos, não é? E é de certa forma difícil imaginar um momento acústico em um show que é basicamente só instrumento, mas Lindsey conseguiu! No meio de toda batida eletrônica e muita dança, a artista resolveu criar um set mais íntimo trazendo seus amigos de banda ao palco para tocarem juntos algumas canções. Uma delas foi a já conhecida “Hallelujah”, onde a artista emocionou a todos presentes.

Um dos momentos mais tocantes do show, foi quando Lindsey falou das perdas que teve nesse tempo de carreira. Visivelmente emocionada, a artista falou de Jason Gaviati, seu amigo que faleceu em 2015, e de seu pai, Stephen Stirling, falecido em janeiro deste ano devido a complicações com câncer. A música escolhida como tributo foi a faixa “Those Days”, que está presente em seu último álbum e que dá nome à turnê, o “Brave Enough”. Enquanto a canção era interpretada por Stirling, suas bailarinas acompanhavam a cantora com um balé muito bonito e passavam videos dela com Gavi nos telões.

Outro momento muito especial, dessa vez para Lindsey, foi na hora que tocou “Hold My Heart”. A artista recebeu dos fãs uma surpresa que, segundo ela, fez seu dia. Assim que ela começou a música, os fãs levantaram bexigas em formato de coração para o ar, o que deixou a artista muito emocionada.

Para finalizar o show, no típico momento do bis, a artista escolheu misturar duas de suas músicas em uma. A primeira foi o duelo entre violino e guitarra de “Roundtable Rival” e a segunda foi a batida mais eletrônica e agitada de “Don’t Let This Feeling Fade”, que tem participação de Rivers Cuomo e Lecrae.

Lindsey Stirling é uma artista sem igual e tem muito a conquistar. Com uma mensagem bonita e que se enquadra na vida de cada um, a artista mostra a importância de confiar em si mesmo e procurar sempre fazer o seu melhor. Esta é a segunda vez que Lindsey vem ao Brasil, tendo vindo em 2015, e aposto que na próxima vez que retornar – e eu espero que não demore – seus fãs estarão lá mais uma vez para prestigiar essa artista que é prova viva de que quando se quer algo, desistir não pode estar nos seus planos. Afinal de contas, quem poderia imaginar que daria para dançar e tocar violino ao mesmo tempo com tanta perfeição, não é mesmo? Obrigado, Lindsey, por esse show incrível!

+ SOBRE LINDSEY STIRLING

A trajetória de Stirling começou desde muito cedo quando ainda era uma menininha de cinco anos, que influenciada pela música clássica que seu pai ouvia, se interessou por aprender a tocar violino. A partir daí, sua vida sempre foi cercada por música. Lindsey participou de bandas, começou a compor suas canções solo e resolveu participar do “America’s Got Talent”. Porém, foi eliminada em 2010 nas quartas de final e, segundo Piers Morgan, um dos jurados, Lindsey tinha talento, mas não era boa o suficiente para dançar ao mesmo tempo que tocava violino. O que poderia ter acabado com os sonhos da artista, serviu de impulso para ir mais longe. Ela aprimorou suas técnicas, compôs mais músicas e se lançou no Youtube onde atraiu milhares de olhares e o tão sonhado reconhecimento.

Lindsey retornou ao programa em 2014 para apresentar seu novo single na época, o “Shatter Me”. Confira:

Ao todo, Lindsey tem três álbuns de estúdio tendo atingido em toda a sua carreira altas posições nos charts da Billboard. Seu primeiro, o “Lindsey Stirling” (2012), a consagrou como uma das artistas mais inovadoras deste século por apresentar o uso de seu violino na música eletrônica. O álbum ficou em segundo lugar do Billboard 200, em primeiro na categoria de Melhor Música Eletrônica, se manteve em  primeiro lugar na categoria de Melhor Álbum Clássico por 21 semanas consecutivas e recebeu também o Billboard Music Award na categoria de Melhor Álbum de Música Eletrônica/Dance. Já o seu segundo álbum, o “Shatter Me”, ganhou não só certificação RIAA Gold, como também entrou no ranking como segundo lugar na categoria Melhor Álbum de Música Eletrônica/Dance e primeiro na de Melhor Álbum Clássico, em 2015. “Brave Enough”, seu terceiro álbum de estúdio, reúne colaborações de Christina Perri, na faixa que dá nome ao álbum, Weezer Rivers Cuomo e do rapper Lecrae, na faixa “Don’t Let The Feeling Fade”, e Zedd, que também participou da produção da música “Love Is A Feeling”.