Pitty supera todas as expectativas com show da turnê “Matriz” no Rio de Janeiro

No último sábado (20), Pitty trouxe para o Rio de Janeiro o show da turnê “Matriz“. A cantora empolgou as mais de 5 mil pessoas que lotaram a Fundição Progresso, na Lapa, e trouxe um show digno da maior roqueira em atividade no país, comemorando seus 15 anos de carreira.

A turnê marca a volta de Pitty depois do nascimento de Madalena, sua primeira filha com o baterista Daniel Weskler. Como a cantora nunca foi fã de seguir as regras, o retorno foi direto aos palcos antes do estúdio e as músicas novas são apresentadas junto com sucessos antigos, tornando cada show da “Matriz” algo novo para o público.

O show de abertura ficou por conta da barulhenta Far From Alaska, banda de Emmily Barreto – que divide os vocais com Pitty em “Contramão”. A banda trouxe um show cheio de energia com as canções do álbum “Unlikely” e preparou o público para receber a atração principal.

Já passava de uma hora da manhã quando a cantora subiu no palco e já começou quebrando tudo com “Admirável Chip Novo“, faixa que deu nome ao álbum de estreia da cantora lançado em 2003. Foi nostálgico e poderia ter começado de forma melhor!

O show também foi marcado por protestos. Em certo momento, Pitty ergueu o microfone para a galera que gritava “Ele Não!“, contra o candidato à presidência Jair Bolsonaro, e se uniu ao coro. Com esse clima de revolução, a cantora cantou a inédita “Noite Inteira”, que retrata bem o momento que vivemos e emocionou o público com a letra forte e necessária. Outro grande momento do show foi em “Me Adora” quando a multidão cantou junto e emocionou a cantora, que agradeceu ao carinho do público carioca.

Uma novidade no show é um momento acústico. A baiana convida o público a voltar ao seu quartinho em Salvador, lembrando a época em que começou a compor, “em um violão com cordas de nylon e meio desafinado” e só queria fazer música. “Nunca imaginei que estaria cantando essas músicas dessa maneira ao vivo. E adoro fazer coisas que nunca imaginei que faria“, confessou a cantora. “Teto de Vidro“, “Temporal” e “Dançando” foram as músicas que fizeram parte desse momento e o público todo cantou junto.

Outro grande momento foi quando a cantora chamou ao palco Tássia Reis e Emmily Barreto, as cantoras acompanharam Pitty no sucesso “Contramão”, tocado pelo primeira vez com as três juntas em um show, e depois num belo cover de “Feeling Good”, de Nina Simone e levou o público ao delírio.

O show terminou com os sucessos “Equalize“, “Pulsos” e “Serpente” e já passava das 3 da manhã, quando a cantora se despediu do público com a promessa de voltar em breve. A gente espera que sim, no auge de seus 40 anos, a cantora ainda tem muito rock para dar!