RESENHA | Até Você Ser Minha – Samantha Hayes

0
216

Já rei começar a resenha dizendo que se você abriu o link achando que ela se trataria de um romance, você está muito enganado. “Até Você Ser Minha” foi escrito por Samantha Hayes e se trata de um thriller psicológico. Aliás, essa é a verdadeira vocação de Samantha: Criar histórias ambientadas na vida familiar e no cotidiano das pessoas/personagens. Um thriller psicológico é quando os personagens não dependem da força física para superar seus inimigos, mas sim da sua capacidade mental. Outra característica deste gênero é que o escritor busca escrever os eventos sempre na primeira pessoa como se o personagem estivesse contando seu ponto de vista e isso funciona tanto que a gente fica ali preso e envolvido com o personagem buscando entender a sua mente.

Logo no prólogo, o livro já começa com outra das características do gênero que é quando um personagem volta no passado para contar algum acontecimento e explicar suas motivações nos dias atuais. Para justificar sua enorme vontade de ser mãe e tentar, de certa maneira, tentar mensurar isso, a personagem (que vocês vão saber qual é quando lerem o livro) retorna à sua infância. Desde aquela época sua vontade de ser mãe já era tão grande que muitas foram as técnicas usadas para fazer uma simples boneca criar vida. Sem sucesso.

Este livro segue uma estrutura muito legal onde são mostradas três vertentes da história. Começamos o livro conhecendo Cláudia, uma assistente social, madrasta de gêmeos, grávida e esposa de um oficial da marinha. No segundo capítulo, conhecemos Zoe, a babá até certo ponto estranha e suspeita, que anda de bicicleta, não tem filhos e é muito misteriosa. E no terceiro, conhecemos Lorraine Fisher, mãe de duas meninas, policial e com um casamento bem problemático. Temos então três ambientes e três personagens que vão se misturar no decorrer da história. O livro conta sobre uma série de assassinatos a grávidas em uma cidade dos Estados Unidos onde as vítimas tem suas barrigas abertas e seus bebês retirados do ventre. Ou seja, o medo se espalha por essa cidade onde Claudia mora e cabe a Lorraine e seu parceiro/marido, Adam, descobrirem quem está por trás dos acontecimentos e detê-lo.

Após ter tentado várias vezes ter um bebê e não ter conseguido por ter sofrido abortos espontâneos e natimortos, Claudia parece finalmente ter conseguido e o cuidado com esta gravidez virou prioridade número um. É aí que James convence Claudia de que ela precisa de uma babá para ajudá-la na gestação e para cuidar das crianças já que ele passaria uns dias fora por conta do trabalho e não poderia dar assistência necessária. Então, Zoe entra na história e por mais que ela parecesse normal tinha algo nela que Claudia não gostava. Havia algo em Zoe que fazia Claudia desconfiar dela constantemente.

Além dos acontecimentos envolvendo as grávidas, no decorrer da do livro vão sendo apresentados vários outros problemas. Os dramas familiares estão presentes de várias maneiras e são abordados de diversos jeitos. Claudia é assistente social e está a todo momento em contato com casais que ou não querem seus bebês, ou não tem condição de criá-los ou até mesmo pais que planejam abortar os seus. Na casa de Lorraine, o problema é que seu casamento está quase no fim após a traição de Adam e isso reflete na convivência com suas filhas. Como a policial se entregou totalmente ao trabalho, as suas filhas se sentem bastante sozinhas. Grace, filha mais velha do casal, acaba abandonando a escola para se mudar e casar com o namorado devido problemas pessoais que Lorraine não tinha tempo para dar assistência nem capacidade para tal. Zoe também tinha lá seus mistérios e questões, mas nada que eu acrescente aqui e que não seja um bom spoiler. haha

O desfecho deste livro supera expectativas e mesmo que o leitor já tenha suas apostas, mesmo que ele acerte quem está por trás disso, ele acaba ficando surpreso de como a história teve seu fim. Por que será que Claudia desconfia tanto de Zoe? Por que Zoe é tão misteriosa? O que será que Lorraine irá encontrar no fim dessa história toda? Estas são algumas questões que serão levantadas em “Até Você Ser Minha”. É importante deixar registrado o talento que Samantha teve de criar esta história tão bem costurada e que faz com que o leitor se sinta dentro/preso a ela. Difícil não desconfiar de Zoe, não se solidarizar com Grace ou até mesmo não sentir raiva de Adam. É isso que fez com que esse livro tenha se tornado um dos meus favoritos.

A editora responsável elo livro no Brasil é a Intrinseca e você encontra o livro nas melhores livrarias!