Último dia de Bienal do Livro Rio contou com presença de influenciadores digitais, artistas, autores nacionais e internacionais e muito mais

0
32

O último dia de programação da Bienal do Livro Rio contou com a participação do youtuber Felipe Neto, os jornalistas Miriam Leitão e Sergio Abranches, a escritora americana Victoria Schwab, a atriz Marina Ruy Barbosa, o técnico de vôlei Bernardinho e muitas outras atrações. Os pavilhões estiverem cheios até o final do evento que somou mais de 680 mil visitantes em 11 dias. A Bienal do Livro acontece até o dia 10 de Setembro. Para mais informações clique aqui.

Confira abaixo os destaques do dia:

Autógrafos

Com mais de 13 milhões de inscritos no Youtube, Felipe Neto abriu o último dia da Bienal do Livro Rio com uma palestra seguida de uma sessão de autógrafos para os fãs que fizeram fila à espera do encontro com a web celebridade. A passagem de Neto ao evento foi marcada pelo lançamento do “livrão”, obra que conta a trajetória do influenciador e traz pôsteres e atividades relacionadas ao youtuber. “Minha jornada na literatura não vai parar por aqui. Ainda pretendo escrever uma ficção e um livro autobiográfico sobre como voltei às redes sociais, após superar a depressão e vender as minhas empresas”, antecipa Neto.

Arena #SemFiltro

Em sua primeira vez no Brasil, a escritora americana Victoria Schwab participou, neste domingo, da Arena #SemFiltro, falando sobre seus livros de fantasia e o universo antagônico de suas histórias, como a vida e a morte, heróis e vilões. Para a autora de “A Melodia Feroz” e “Guardiã de Histórias”, escrever é uma oportunidade de criar um mundo diferente, dando poder muitas vezes às minorias. Ao ser questionada, pela plateia, porque ela assina seus livros com as iniciais, Schwab confessa que foi uma forma de combater o sexismo. “Meus livros abordam um mundo sombrio, dark e mórbido, o que para muitos leitores, apenas os homens seriam capazes de escrever. Então, decidi que nada poderia servir de obstáculo para lerem meus livros, por isso optei em assinar como V. E. Schwab”, afirma a escritora, que ficou surpreendida com seus os fãs de seus livros no Brasil.

O técnico de vôlei Bernardinho, que deu vida ao Capitão Rodrigo, na campanha “Leia. Seja.”, lançada pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros (Snel), cujo objetivo é valorizar o livro no Brasil e papel transformador da leitura na sociedade, também marcou presença na Arena #SemFiltro. O encontro, mediado por Marcos Pereira, presidente do Snel, abordou a importância dos livros e da literatura na vida de todos. Bernardinho emocionou a plateia ao contar sua história de vida e sua intensa dedicação ao esporte, sempre incentivado por livros e filmes. “A leitura é a fonte da capacitação. Para qualquer profissão, é preciso dedicação. E no esporte não seria diferente, pois é um lugar de transmissão e troca de valores”, disse Bernardinho.

Encerrando, a atriz Marina Ruy Barbosa e a escritora Thalita Rebouças participaram do painel “Um convite à leitura”. A atriz contou sobre seu projeto em lançar um livro de poesias, em novembro, reunindo textos de diversos autores que lhe inspiram. Já a escritora Thalita falou sobre sua paixão por literatura desde criança, quando leu os clássicos de Ruth Rocha, “Marcelo, Marmelo, Martelo”, e Ziraldo, “O Menino Maluquinho”, passando pela adolescência, com o livro “Feliz Ano Velho”, de Marcelo Rubens Paiva. “Hoje, ao escrever para os jovens, sinto a responsabilidade de transformá-los em leitores, amantes da literatura como eu”, afirma Thalita.

Encontro com Autores

Daniele, personagem da Turma da Mônica Jovem, esteve hoje com Mauricio de Souza, seu criador, para anunciar que uma produção cinematográfica brasileira inspirada no quadrinho mais famoso de todos os tempos estará em andamento em breve. A personagem anunciou também que estão abertas as inscrições para a seleção de atores para interpretar os personagens Mônica, Cebola (Cebolinha adolescente), Magali e Cascão. O Encontro com os Autores reuniu as escritoras do livro “Uma Viagem Inesquecível”, da Turma da Mônica Jovem: Melina Souza (Marina), Babi Dewet (Mônica), Carol Christo (Magali), Pam Gonçalves (Denise), com Maurício de Souza e sua filha, Marina.

Café Literário

Os educadores Rona Hanning e Ricardo Leite conversaram com o público neste domingo sobre “O Olhar Curioso e as Boas Ideias” com o objetivo de estimular a criatividade de pais e filhos e auxiliar no desenvolvimento do hábito da leitura nas crianças. “Formação de leitor se faz em casa. Tomara que a escola também faça, mas esta tarefa é dos pais. Você não precisa ter uma grande estante de livros e sim fazer boas seleções, que estimulem o gosto pela leitura”, comentou Rona. O encontro atraiu pais e educadores que passavam pelo local.

O debate seguinte tratou do hábito. Por que as pessoas têm costumes que gostariam de mudar? Estes e outros questionamentos foram abordados por Charles Duhigg, autor do best-seller “O poder do Hábito” e “Mais rápido e Melhor”. Duhigg ressaltou que 40 a 45% das atividades que fazemos diariamente não são fruto de decisão, e sim, do hábito. “Se você tem algo que lhe que incomoda, não importa a idade, você pode mudar”, sugeriu.

Já no bate-papo com o casal de jornalistas Míriam Leitão e Sérgio Abranches o assunto discorreu sobre o futuro do país com o tema “A Era do Imprevisto”. Na visão dos convidados, tanto no Brasil quanto em todos os países do mundo, há um sentimento geral de infelicidade. Em uma era em que a informação tem uma velocidade avassaladora e em um país que pensa pouco no futuro, as incertezas e aflições da população gerarão mudanças sem precedentes na economia, política, na geração de empregos e na sociedade. “O Brasil tem amplas possibilidades de ser um país bem sucedido. Vivemos um momento pessimista, mas temos grandes chances de dar certo. O futuro será mais exigente e precisamos pensar sobre ele”, afirmou Míriam Leitão.

Para encerrar a programação do Café Literário, uma homenagem ao compositor Tom Jobim, que completaria 90 anos em 2017, reuniu o escritor Ruy Castro e o jornalista Edney Silvestre. Eles falaram sobre os 67 anos de vida do músico, além da preciosa contribuição à cultura popular brasileira. O maestro e compositor colecionou muitas histórias divertidas e emocionantes, além de amigos e admiradores. Ruy Castro é autor de diversos livros dedicados à Bossa Nova e conviveu de perto com o maestro. A conversa, em tom nostálgico, foi desde o início da carreira de Jobim e sua paixão por pássaros até suas parcerias de criação musical e participações no exterior com Frank Sinatra.

Geek & Quadrinhos

Quais são as obras de ficção fantástica mais influentes da história? Com essa premissa teve início o painel “Dunas e Dragões”, liderado pelo jornalista e escritor André Gordirro, a pesquisadora Claudia Fusco e a produtora editorial Bárbara Prince. Além das credenciais profissionais que os qualificam para o debate, todos se mostraram fãs ávidos de “SCI-FI”, de Duna a Star Wars, Flash Gordon e Senhor dos Anéis.

O espaço também recebeu neste domingo, os membros do Conselho Jedi RJ, Brian Moura e Henrique Granado, presidente e vice-presidente do fã clube da saga do filme Stars Wars, acompanhado dos cosplayers do Darth Vader, Princesa Leia e Smooth. O conselho promove encontros constantes com os fãs da série que chegam a reunir mais de 5 mil pessoas em estados como Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Bahia, além de serem autores do livro Almanaque Jedi. Segundo o Conselho Jedi RJ, o filme Stars Wars foi diferente das ficções de sua época, que tentavam prever o futuro, porque ele levou ao espectador a assuntos como com outros planetas e universos. Sobre os novos filmes, eles adiantaram que o Episódio 8, que será lançado em 2018, contará no elenco com Emilia Clarke, atriz que fez sucesso na pele de Daenerys Targaryen em Game Of Thrones. Haverá também um novo Jedi na história.