in ,

Capa da Vogue India, Katy Perry fala sobre momento difícil: “Fiquei deprimida e não queria sair da cama”

Katy Perry, que é a capa da Vogue Índia deste mês, contou à revista sobre os momentos difíceis que viveu nos últimos anos, onde lidou com depressão e saúde mental. Além disso, a artista falou um pouco sobre a responsabilidade que tem os fãs e do desejo de se envolver com causas ambientais.

“Fiquei deprimida e não queria sair da cama. No passado, eu era capaz de superar, mas desta vez aconteceu algo que me fez cair muitos lances de escada. Eu realmente tive que fazer uma jornada de saúde mental”, confessou a artista sobre o período entre 2017 e 2018, onde se sentiu mais frágil.

View this post on Instagram

“Fashion has never been more intertwined with reality than it is today. As we witness a seismic shift in values, culture and morality, we discover how these times have brought change to fashion. The climate crisis is the single greatest threat we face and it impacts, among other things, the way we dress and purchase. With the ensuing discussion on responsibility and sustainability, it’s time we ask what we want our clothes to say about us. This issue marks the birth of Vogue Values and reiterates what we stand for. Our larger-than-life cover star @KatyPerry conquers the streets of Mumbai in kaleidoscopic fashion. At home with her beau @OrlandoBloom, the global pop phenomenon follows a no-plastic policy; at work, she uses her platform to support Impossible Foods to provide meat substitutes in America. “These are small changes,” she says. “Not everything in my life is perfect. I’m still amending it every day to be more conscious about what I’m taking from Mother Earth and how I can give back,” she tells Vogue’s Features Director, @MeghaMahindru. In this issue are some of these small lessons we can all adopt to give back. Here’s wishing you all a mindful 2020!” – @Priya_Tanna, editor-in-chief, Vogue India Katy Perry in an embroidered patchwork coat made from recycled fabrics bound together with mirror work, leftover thread and tinsel. Slip dress, robe; all @sabyasachiofficial. Necklaces; both @sabyasachijewelry. Photographed by: @gregswalesart. Styled by: @anaitashroffadajania. Hair by: @shonju. Makeup by: @manthony783. Art design: @paul_the_4th_ . Production:@divyajagwani, @prachitiparakh, @ikp.insta, @jaymodi2.

A post shared by VOGUE India (@vogueindia) on

Sobre o processo de recuperação, a dona de “Never Really Over” conta que fez terapia e que Orlando Bloom, o noivo, foi importante neste período. “Fiz terapia, passei pelo Processo Hoffman, fiz medicina natural… E tenho um parceiro que também busca encontrar um equilíbrio – Orlando, que está em sua própria jornada espiritual. Ele é uma âncora que me segura e é muito real. Ele não é o fã número um de Katy Perry, mas é o fã número um de Katheryn Hudson”, diz a cantora.

Durante a entrevista, Perry também ressalta a importância dos cuidados da saúde mental. “Falamos sobre todos os nossos diferentes órgãos, mas nunca falamos sobre o cérebro, o que nos mantém funcionando mais”, diz.

View this post on Instagram

Colour me crazy— @katyperry wears a multi-coloured silk top made with upcycled scraps and skirt; both @khoslajani. Headpiece, @ara_lumiere a label crafted by survivors of acid attack victims. Photographed by: @gregswalesart. Styled by: @anaitashroffadajania. Words by: @meghamahindru. Hair by: @shonju. Makeup by: @manthony783. Art design: @paul_the_4th_ . Production:@divyajagwani, @prachitiparakh, @ikp.insta, @jaymodi2.

A post shared by VOGUE India (@vogueindia) on

“Se você tem um grande holofote e está compartilhando isso para o bem, vai ser ótimo para todo mundo. Com 35 anos, eu já atingi vários objetivos da minha lista e agora estou sendo desafiada para novos sonhos”, diz Perry. “Sou uma pessoa pública há 12 anos e cometi muitos erros. Sou humana e ainda quero tentar. Eu não quero ser derrotada ou me tornar uma reclusa. Eu quero viver a vida e fazer isso significa que você pode ocasionalmente tropeçar, mas não é sobre como você cai – é sobre como você se levanta”, completa.

Consciente, a cantora conta na entrevista que quer se envolver com empresas relacionadas a preservação do meio ambiente. Além disso, a artista confessa o desejo de voltar a estudar (psicologia ou filosofia são os cursos preferidos). “Eu quero influenciar boas pessoas para concorrer a cargos públicos”, diz Perry, que, como embaixadora da Boa Vontade da UNICEF, fez viagens a partes pobres do Vietnã e Madagascar para defender a educação das crianças e os recursos de água potável.

Além de estampar capas de mais diferentes veículos de comunicação e manchetes, Katy Perry também é alvo de críticas quanto ao rendimento de lançamentos, como as faixas “Harleys In Hawaii” e “Small Talk”. Felizmente, a cantora não absorve mais as más críticas. “Eu não me importo mais com a validação deles.”, diz ela.

Bate Palma | Lexa anuncia lançamento de parceria com Jottapê

“Criando Dion” é renovada para a segunda temporada; saiba mais!