in

CarnaVip 2020 | Bloco da Anitta agita sábado pós Carnaval no Rio e cantora fala sobre importância do tema deste ano

Foto: Otavio Pinheiro

Anitta comandou na manhã deste sábado (29) a quinta edição do bloco de Carnaval, que é um dos mais aguardados e queridos pelo público. Anteriormente intitulado Bloco das Poderosas, em referência ao sucesso “Show das Poderosas”, o Bloco da Anitta reuniu um público estimado de 370 mil pessoas.

Seguindo o tema “Mundo Animal”, no qual vem trabalhando no período de folia, Anitta estava usando um look todo azul inspirado no animal ameaçado de extinção, a Arara-Azul. A artista contou para a imprensa que a ideia do tema é conscientizar o público da importância de todas as espécies de animais.

“A gente, o homem, tem esse egoísmo de viver o mundo como se fosse só nosso, só da espécie humana. Então, cada dia eu vim fantasiada de um animal diferente para mostrar que a gente tá dividindo o planeta com todos os animais e hoje é o dia da arara-azul, que é o nosso animal brasileiro.”, contou.

Com gêneros diversificados, o repertório da artista era composto não só das faixas que são sucesso da carreira, como “Rave de favela”, “Vai Malandra”, “Zen” e “Contatinho”, mas também de canções que são marca registrada no Carnaval em todos os lugares do Brasil, como músicas da Banda Eva, Los Hermanos, Ivete Sangalo, Claudia Leite e muitos outros.

“No meu microfone tem um botãozinho que eu falo só com a minha equipe porque daí eu vou decidindo o repertório na hora. Porque depende do público. Às vezes, por exemplo, se tiver muito calor aí eu boto uma coisa pra galera respirar mais ou então “Ah, choveu! Então, vamos colocar uma música pra galera pular na chuva!” Então, eu vou mudando de acordo com o que tá rolando no público.”, conta sobre a escolha de músicas do repertório.

Prezando pela segurança, além do policiamento reforçado nos acessos ao bloco, Anitta também contou que costuma ficar observando para ver o que está acontecendo no meio do público. Durante o trio, a artista parou o som algumas vezes para alertar a polícia sobre furtos e brigas acontecendo na multidão.

“Eu fico na hora ali olhando tudo o que está acontecendo. Fico vendo se tá tendo briga, se alguém foi roubado, chamar atenção. […] Ali no momento eu tô só querendo que dê tudo certo.”, diz.

Com quatro horas de duração, o evento contou também com participações especiais de Luísa Sonza, Pedro Sampaio e Mc Rebecca. Além de cantarem ao lado da anfitriã do trio, os artistas levaram ao público sucessos já conhecidos pelo público muito tocados nas rádios brasileiras, como “Garupa”, “Bota Pra Tremer” e “Ao Som do 150”.

Com convidados como Marcus Majella, Giovanna Lancelloti, Monique Alfradique e David Brasil, o bloco contou com diferentes gêneros de música, muita agitação e sem confusão entre os foliões. Para Anitta, que confessa que não troca o fim de semana pós Carnaval para a realização do bloco, o importante não são os números de quantas pessoas estão presentes, mas sim a qualidade do que entrega ao público.

“Depois de um tempo passa a não ser mais importante a quantidade de pessoas e sim a qualidade do bloco. Se tem briga, se não, se é um bloco da paz… Meu bloco cada ano vem mais família. Minha mãe no ano passado desceu e ficou na pipoca com as pessoas, fora do cordão. Então, assim, acho que é mais você se preocupar com a qualidade.”, finaliza.

Neste domingo, Anitta leva o bloco para São Paulo, com participação confirmada de Pedro Sampaio. Segundo a artista, o evento contará com uma surpresa, um look muito brasileiro, mas não quis dar mais detalhes. Depois de finalizar a agenda de Carnaval, a artista se prepara para novas apresentações, incluindo a do festival Coachella, que acontece em abril.

Niall Horan se apresenta no Brasil no segundo semestre

Em comemoração ao Mês da Mulher, Papo de Música realiza entrevistas abertas ao público