Connect with us

Filmes

Com cenas divertidas e um elenco de peso, “De Perto Ela Não é Normal” ganha novo trailer; assista!

Publicado

em

DE PERTO ELA NÃO E NORMAL

O longa “De Perto Ela Não é Normal”, protagonizado por Suzana Pires, ganhou novo trailer na última segunda (17). Além de mostrar um pouco mais do enredo do filme, que estreia no dia 2 de abril, o vídeo apresenta ao público os personagens interpretados por artistas como Samantha Schmutz, Angélica e Ivete Sangalo.

O longa conta a história de Suzie, uma mulher madura, casada e com duas filhas crescidas, que segue exatamente a vida tradicional que a sua mãe acreditava ser a correta. Esposa do amigo de infância, Pedrinho (Marcelo Serrado), um homem preguiçoso e sem muita opinião própria, Suzie ainda tem que lidar com Dora (Cristina Pereira), uma sogra rabugenta que faz da vida dela um verdadeiro inferno. Infeliz e pressionada, ela não consegue mais se enxergar a menina sensível e criativa que foi na infância. Quando reencontra Tia Suely, uma mulher livre e decidida, ela resolve dar uma guinada na vida e ir em busca de si mesma.  

A comédia é uma adaptação do monólogo da atriz escrito em 2005, que rodou os palcos de todo o país, levando mais de 500 mil pessoas ao teatro. “Quando escrevi a peça eu estava com a necessidade de falar sobre como é difícil para uma mulher escolher uma trajetória própria, sem ser o caminho que já te apontam como certo. […] A gente é muito exigida de ser bem-sucedida, magra, inteligente, a mulher perfeita, e eu quis fazer uma crítica a isso, mostrar que o “chegar lá” não é o que os outros apontam, mas o que você quer definir para si mesma”, comenta Suzana Pires.

Além de Pires, que interpreta três personagens, o longa conta também com Angélica, Ivete Sangalo, Marcelo Serrado, Samantha Schmutz, Henri Castelli, Gaby Amarantos, Maria Clara Gueiros, Heloisa Perissé, Marcos Caruso e a participação especial do Orlando Drummond, o Seu Peru, da “Escolinha do Professor Raimundo”.

“De Longe Ela Não É Normal” é a primeira produção brasileira a contar com a cláusula de inclusão (“inclusion rider”), que ficou mundialmente conhecida após o discurso de agradecimento da atriz Frances McDormand no Oscar de 2018. A cláusula exige um nível de diversidade tanto na construção dos personagens, quanto na escalação de elenco e equipe técnica.

Com direção de Cininha de Paula (“Crô em família” e “Duas de mim”), o roteiro é assinado pela protagonista, que escreve pela primeira vez para o cinema e foi coautora, ao lado de Waltier Negrão (“Sol Nascente” e “Flor do Caribe”). O texto também conta com a colaboração de Martha Mendonça e Renato Santos. A produção é da Escarlate Conteúdo Audiovisual, coprodução da Globo Filmes, distribuição da H20 Films e produção associada de Carlos Diegues.

Trending