in ,

Entrevista | Após sucesso em trilha de novela, CAI SAHRA lança EP de estreia: “Som mais urbano”

Imagem: Divulgação

O duo CAI SAHRA, formado pelos amigos Felipe Ricca e Rodrigo Silvestrini, lançou na última sexta-feira (22) o EP de estreia. O projeto é o primeiro trabalho completo da dupla, que também traz os singles “Eu Sei” e “Meu Bem” na discografia. 

Produzido por Paul Ralphes e por Rodrigo, o EP homônimo traz seis faixas autorais que passeiam entre sonoridades acústicas e R&B. O compacto conta com as participações de Lucas & Orelha, que dividem os vocais com o duo no single “Ontem à Noite”, Cammie e Lary

O lançamento do EP acontece após o fim da novela “A Dona do Pedaço”, folhetim das 21h da Rede Globo que contou com a canção “Eu Sei” na trilha sonora. Além da divulgação do novo trabalho, o CAI SAHRA se prepara para cair na estrada em um show repleto de covers e canções autorais. 

O Poltrona Vip conversou com Felipe e Rodrigo em junho deste ano, quando os artistas estavam prestes a estrear a primeira trilha de novela. Quase seis meses depois, os cariocas falam sobre o amadurecimento profissional e sonoro em nova entrevista. 

Poltrona Vip: Vocês estão lançando o primeiro EP da carreira. Como foi o processo de produção desse trabalho? 

Felipe Ricca: Esse EP mistura duas fases do CAI SAHRA. Uma fase que a gente produziu uns sons com o Paul Ralphes, um produtor extremamente renomado, tivemos o prazer imenso de trabalhar com ele. E a segunda fase em que a gente foi bastante autossuficiente, produziu tudo por conta própria, produzindo todo o beat, trabalhando na parte de mixagem também. Eu acho que esse EP mostra o grande amadurecimento do nosso trabalho, muito por essa questão de conseguir assimilar aquilo que a gente tava escutando como referência musical e trazer pro nosso som. A gente tá muito feliz com o resultado. 

PVIP: A capa traz uma estética bem street art. Como surgiu a ideia e como isso dialoga com a sonoridade do EP? 

Rodrigo Silvestrini: Na capa, a gente pensou nessa estética um pouco mais rua justamente pra sair um pouco da ideia só praiana, de trazer mais pro tipo de som que a gente tá escutando muito, uma vibe mais R&B que remete a um som mais urbano também. No nosso EP, a gente mostra um som muito eclético. Tem “Quero te Mostrar”, que é bem mais acústico, um som que remete muito a uma vibe solar. O nosso single com Lucas & Orelha, “Ontem à Noite”, já remete a uma parada muito mais urbana, com a vida noturna. A gente tem essas referências diferenciadas aí. 

PVIP: O EP traz as participações de Lucas & Orelha, Cammie e Lary. Como vocês chegaram a esses nomes? 

RS: A gente fica muito agradecido e lisonjeado por conseguir trazer essa galera pra trabalhar com a gente. Tivemos a honra de trabalhar com artistas que admiramos muito na cena do R&B, uma galera que tá levantando a bandeira do gênero no Brasil. Lucas & Orelha, a gente sempre admirou. Mandamos mensagem pra eles e eles acabaram curtindo nosso som. Entramos em estúdio e já gramavos, casou perfeitamente a nossa composição com a deles. A Lary não foi diferente. Nos conhecemos em um evento e a parada fluiu muito naturalmente. Ela é muito proativa, no dia seguinte, a gente já tava no estúdio gravando. Com a Cammie, a gente gravou um som em cima da hora, quase lançando o EP. Aí a gente falou que essa música tinha que ter a voz da Cammie porque encaixa perfeitamente. Foi bem natural, bem espontâneo. 

PVIP: Vocês estão lançando um EP, que é um formato que comporta poucas faixas. Vocês já têm muita coisa guardada? Como é o ritmo de composição de vocês?

FR: A gente é muito ansioso, então, a gente tem muito nervoso de deixar muita coisa guardada. Mas a gente tem muita ideia e muita coisa pra finalizar. Estamos no estúdio todo dia e toda hora. Em todo nosso processo criativo a gente sempre deixa gravado alguns trechos, alguns versos, então deve ter mais de 20 músicas picotadas por aí e sempre que a vamos lançar alguma coisa, a gente junta os pedaços e vai montando o conteúdo do jeito que a gente quer transmitir. 

PVIP: Nós conversamos com vocês no início da exibição de “A Dona do Pedaço”, que trazia “Eu Sei” na trilha sonora. Como foi a recepção do público? Que frutos vocês colheram dessa vitrine? 

RS: Acho que a repercussão de uma novela das nove é sempre muito grande, né? O marco de você ter entrado com uma música na novela é uma coisa muito gratificante, pela visibilidade que uma novela tem, pela quantidade de pessoas assistindo por dia. Mas eu também acho que nada anda sozinho. A gente tem uma equipe muito grande trabalhando na ideia de divulgar o nosso som da melhor forma possível, com os melhores meios possíveis. Junto com a novela, a gente trabalha muito pra divulgar, tanto nas mídias digitais, como em vários outras lugares pra atingir o maior público possível. 

PVIP: O que o público vai ouvir na setlist dos shows de vocês? 

FR: A gente garante que vai ter bastantes covers, bastante coisa que tá rolando muito na cena. Sons de Ludmilla, Gaab, Vitão, Luccas Carlos e sem contar os nossos sons autorais, que levanta muito o show quando a gente toca. 

PVIP: Quais os planos da carreira pra 2020?

RS: Vamos trabalhar o EP. Acho que é inevitável, tem que trabalhar muito esses sons que a gente quer divulgar, mas a gente garante muito som novo também. Queremos lançar mais músicas o quanto antes.

CAI SAHRA comenta faixa a faixa o EP de estreia


Deixe uma resposta

Loading…

0

“Sedanapo” | Gloria Groove lança terceiro clipe do “Alegoria”

“Brasileirinha” | Fãs de Anitta descobrem próximo lançamento com Melim em “Meu Mel”