Connect with us

Música

Entrevista | Fiduma & Jeca falam sobre carreira e “Golpe Sem Roupa”, com Guilherme e Benuto

Publicado

em

Donos dos hits “Eu e o Violão” e “Quadros”, a dupla Fiduma e Jeca conquistam cada dia mais reconhecimento e espaço no sertanejo. Nascidos em 29 de abril de 1992, Pedro e Marcelo tiveram vidas cruzadas durante a passagem pela UNESP, em São Paulo, onde estudavam Agronomia.

Além de estabelecerem uma grande amizade, os artistas também adotaram os apelidos que ganharam na faculdade como o nome artístico da dupla. “Fiduma e Jeca é um apelido nosso da faculdade, não é o nosso nome de verdade, graças a Deus. A gente se conheceu em 2010, enquanto a gente fazia Agronomia na UNESP, lá em Ilha Solteira, estado de São Paulo aqui. Todo calouro quando entra na faculdade, ele é batizado com um apelido. Inventaram Fiduma pra mim e Jeca pro meu parceiro… uma brincadeira. E de apelido da faculdade acabou se tornando nosso nome artístico.”, explicou Fiduma.

Em julho, a dupla lançou o single “Golpe Sem Roupa”, que contou com a parceria da dupla sertaneja Guilherme e Benuto e rapidamente se tornou um enorme sucesso. A canção conta a história de uma pessoa que, mesmo sabendo que vai entrar em uma furada, mergulha de cabeça e assume que entraria de novo. 

“Quando a gente ouviu a guia da música, na primeira vez que mandaram pra gente, a música já era muito a cara junto. O primeiro cara que a gente pensou, falou ‘cara, já pensou se a gente gravar essa música com Guilherme e Benutto? Acho que combina muito com eles.’ E aí foi unânime o nosso pensamento, Fiduma já foi lá e mandou mensagem pra eles que aceitaram de cara. Acho que tudo combinou. A letra da música meio Fiduma e Jeca meio com aquela sensualidade do Guilherme e Benutto. A produção da música ficou uma produção mais moderna, a gente trouxe mais pro público deles. Acho que conversou muito bem!”, disse Fiduma sobre a faixa, que teve videoclipe gravado em Maringá e com direção de Jacques Jr..

Reinvenção durante a pandemia

Durante a pandemia, os artistas aproveitaram o tempo para trabalhar ainda mais e produzir materiais inéditos para os fãs. Fiduma conta que o período fez com que tivessem que se reinventar, mas logo pegaram o jeito e conseguiram trabalhar em novas faixas. “A gente teve que se reinventar muito. Os palcos se tornaram digitais. Foi um grande desafio mas vimos que realmente é possível trabalhar dessa forma, se reinventar, fazer música nova, projeto novo. Quando começou a pandemia, a gente tava terminando de lançar o ‘Alcooústico 2’, gravado em 2019, e ainda tinham algumas faixas a serem lançadas desse projeto. E a gente não parou, a gente deu uma readequada nos lançamentos, deu uma esticada e tal. Mas logo depois, a gente veio com o ‘Live Rodeio Show’, tiveram três músicas inéditas, depois mais sete regravações no álbum completo. Depois viemos com o ‘2000 pra frente’, mais 8 faixas também. E agora estamos com esse single com Guilherme e Benutto, então, mesmo com a Pandemia e com tudo, a gente acabou lançando quase 20 faixas em um ano e meio.”, disse.

Jeca completa dizendo que o tempo serviu para que pudessem testar algumas coisas, como regravações, estratégias, ferramentas e etc. “Na verdade, a gente aproveitou esse período pra testar bastante coisa. Testar regravações… o próprio ‘Live Rodeio Show’ foram três músicas inéditas que a gente gravou lá na hora. Ao vivo, literalmente pra turma lá. Quem assistiu, assistiu. Quem não assistiu, só ia ver o clipe depois. Tudo foi muito novo pra gente, pro pessoal, foi um período de teste literalmente. E aí, a gente já gosta de inventar moda, né? Então, usamos bastante da pandemia pra testar várias coisas. Várias estratégias de lançamento, vários modelos de trabalho, algumas coisas até nas nossas redes sociais, outras ferramentas…”, explicou.

Carinho dos fãs 

Fiduma e Jeca arrastam multidões por onde passam e possuem nas redes sociais uma comunidade fiel de seguidores, que ajuda a impulsionar ainda mais os novos lançamentos e a carreira dos artistas. “A gente ama nossos fãs. Nossos fãs são tudo pra gente. São nosso combustível! Tudo bem você ter acesso no Youtube, acesso no Spotify, mas se você não tiver seus fãs você não é nada.”, comentou Fiduma. 

“A gente gosta de ter essa proximidade com os fãs, de estar junto no camarim, de estar junto nas redes sociais, estar sempre brincando, sempre muito a vontade com os fãs. Esse carinho é totalmente recíproco!”, completou Jeca, que continuou falando sobre as redes sociais. “A gente fez um Twitter Spaces pra comemorar os 18.000 seguidores lá no Twitter. Eu não sou um cara que domino muito essas ferramentas, eu preciso de auxílio e as meninas me ajudam bastante lá. A gente gosta de se aventurar! Não tem muita frescura não, a gente gosta de estar no meio da muvuca.”, finalizou.

Momentos marcante na carreira

Além de diversos momentos especiais conquistados nos últimos anos, Fiduma e Jeca carregam consigo fortes inspirações e referências de grandes nomes nacionais e já tiveram a oportunidade de cantar junto com esses artistas. A dupla Matogrosso e Mathias é um dos principais ídolos, além de Cézar Menotti e Fabiano e João Carreira e Capataz, são os principais ídolos dos cantores.

“Matogrosso e Mathias são um dos nossos maiores ídolos, que a gente teve a felicidade de ter gravado com eles. Gravamos ‘A Igrejinha Azul’, que é uma música maravilhosa com a participação deles. Gravamos com César Menotti e Fabiano, que são grandes ídolos nossos também. Na época da faculdade, a gente cantava muito João Carreira e Capataz também, tivemos a oportunidade de gravar com eles em 2014. Depois gravamos com João Carreira em 2015 quando ele já tava em carreira solo. A gente gosta muito do Daniel também, seria uma grande honra gravar uma música com o Daniel, gravar com cantores da música country também seria muito bacana.”, disse Fiduma.

“Um momento de muito orgulho foi gravar com o Matogrosso e Mathias. Acho que foi um dos momentos de mais orgulho na carreira. E de realização, acho que gravar nosso primeiro DVD. Tudo bem, a gente pode gravar depois tantos outros DVDS ao longo da carreira, mas é o primeiro que marca. A primeira vez é a que fica.”, completou Jeca.

Fiduma destaca ainda como um dos pontos mais marcantes da carreira a gravação do primeiro DVD. “O primeiro é o primeiro, né? E foi muito especial porque foi aqui na nossa cidade, aqui em São José do Rio Preto. Tinham 20 mil pessoas e a energia foi incrível, tava chovendo também e graças a Deus a chuva deu uma trégua, conseguimos concluir a gravação. Foi muito bacana! A energia da galera foi muito legal, a resposta da galera foi muito legal também. O pessoal quando foi pro DVD, já foi abraçando a causa do DVD, sabe? Sabiam todas as músicas, foi sensacional.”, explica. 

Jeca vai ainda mais longe na nostalgia de relembrar esta passagem na carreira e diz que o mais especial, além da gravação do DVD, foi o período em que tudo aconteceu. “Acho que um negócio que pra mim é muito marcante é o período… a gente gravou em 2015, né? Nossa carreira começou profissionalmente em 2014, um ano antes. Então, você imagina, em menos de um ano… um cara que ia pra fazenda na faculdade, ia pra aula, acordava cedo, estudando pra prova e de repente, em um ano, eu estava num palco gigante cantando pra 20 mil pessoas. É uma reviravolta, inclusive no psicológico, muito grande. E não tem como não ser marcante na minha vida nesse momento! É um cavalo de pau!”, finaliza.

Futuro

Depois de 5 CDs, 4 DVDs e grandes hits na carreira, os artistas são bastante diretos ao contam que a principal meta profissional. “O que eu quero muito, no momento, é fazer show.”, disse Jeca. “Voltar a fazer show, voltar a abraçar as pessoas, a gente tá morrendo de saudade disso.”, completou Fiduma.

“Estamos pensando num projeto pra frente. A gente não sabe na verdade se vai gravar um single, vai gravar um DVD, estamos aí pra decidir nessas próximas semanas o que vamos fazer. Mas, uma coisa eu garanto: não vamos ficar parados não. Já vamos começar a mexer já pra gravar coisa nova.”, completou Jeca sobre os projetos futuros.

E aí, gostou desta notícia? Acompanhe outros conteúdos exclusivos no TwitterFacebook e Instagram! Além disso, siga também no Google Notícias para não perder nada!  

Para informar qualquer erro ou falar com a gente por outro motivo, mande email para [email protected]. Agora, se quiser fazer parte da nossa equipe de colaboradores, clique aqui.

Trending