in ,

Entrevista | Lua fala sobre mulheres que a inspiram e diz que gostaria de colaborar com Gloria Groove e 3030

Com influências musicais muito diversas, Lua é uma cantora e compositora carioca que possui um som diferenciado e muito íntimo. Filha de pais roqueiros, a artista sempre esteve em ambientes que a inspiraram muito musicalmente o que fez com que começasse a escrever poesia com apenas 12 anos e aos 15 já criava melodia pras letras.

“A inspiração vem através de vivencias, experiencias, sensações e aprendizados. Tudo acaba virando inspiração, escrevo como forma de catalizar o que sinto e vivo, num movimento energético de transformar um dia num som.”, diz. “Cresci ouvindo Rock por causa dos meus pais, amava Gorillaz, Kiss e Black Sabbath. Escuto muito Charlie Brown Jr, Gabriel Pensador, O Rappa, e tive grande influencia da minha mãe bailarina que é fã de Madonna, Shakira e outras rainhas do pop.”, completa.

O primeiro single da artista foi lançado em julho do ano passado e conta com a parceria de um dos mais renomados produtores do país, o Papatinho. “Dali & Kali”, que é composta pela própria artista, não só apresentou-a ao mercado musical, mas também marcou a estreia de Lua na gravadora Warner Music.

“Foi incrível trabalhar com ele porque já era fã da ConeCrew desde 2011, ter o primeiro som lançado pela gravadora com produção dele foi um verdadeiro presente de boas vindas. Muito aprendizado.”, conta a artista sobre a parceria com Papatinho.

Depois de “Dali & Kali”, Lua divulgou as faixas “Resiliência”, que conta com mais de 46 mil visualizações no Youtube, e a recente “Ver e Crer”, que traz clipe com cenas de quando ainda era criança e já reúne mais de 8 mil visualizações em um mês de lançamento.

Em pleno mês de março, onde comemoramos o Dia Internacional da Mulher, As inspirações musicais de Lua não poderiam ser outras. A artista conta que muitas mulheres a inspiram e em especial as da própria família, que, segundo a cantora, possuem histórias geniais.

“Todas as mulheres da minha família tem uma história genial, sempre muito ligadas com o sagrado feminino, sou muito grata de ter crescido com essas mulheres. E grandes ensinos vieram com a vivencia, por exemplo, de Elba Ramalho, Rihanna, Marielle Franco, Anne Frank, Nina Simone, Maria da Penha e tantas outras.”, conta a artista, que completa dizendo que gostaria de colaborar com Seu Jorge, Djonga, Gloria Groove e 3030.

Após o período de quarentena, Lua prepara para este ano uma série de singles e parcerias, além de ter planos de começar a realizar shows. Esse ano vamos trabalhar mais em singles e feats, vamos começar com shows no meio do ano, e eu pretendo lançar um álbum no início do ano que vem.

Deixe uma resposta

Loading…

0

Ex-BBB Bianca Andrade omite da Globo participação no reality “Soltos em Floripa”

TVZ muda formato e Lexa recebe convidados em live no Instagram