in

“Frozen 2” traz ainda mais aventuras, mas sem músicas tão memoráveis quanto o primeiro longa | Crítica

Uma das mais aguardadas sequências da Disney, a animação “Frozen 2”, estreia em 2 de janeiro nos cinemas brasileiros e traz um longa com ainda mais aventuras e mais momentos emocionantes. Além disso, o filme traz aspectos que irão surpreender o público.

Resumindo, mas sem dar spoilers muito importantes, o filme começa com um flashback dos pais de Elsa e Anna contando a história sobre uma Floresta Encantada e de um povo que lá habitava, mas que após um acontecimento (que não iremos contar para não estragar o filme da galera) vive isolada por uma neblina onde ninguém atravessa. Ou seja, ninguém entra e ninguém sai de lá.

Quando o flashback acaba e o filme começa de fato, o longa nos leva até as meninas, que agora são adultas, vivendo em Arendelle felizes desde os acontecimentos do último filme. Só que Elsa está ouvindo uma voz que a chama e ela não consegue mais ignorar. Quando resolve ouvir, dá tudo “errado”.

Na sequência, somos apresentados a personagens novos, mas que tem uma ligação com os que já conhecíamos. Os personagens nada mais são que os habitantes da floresta encantada. E por falar em personagens, um dos grandes destaques deste filme vai para Olaf, que protagoniza alguns dos melhores e mais memoráveis diálogos do filme.

Na questão da música, o que ficou muito em evidência no primeiro longa e fez com que ele se tornasse o verdadeiro fenômeno que foi por conta da faixa “Let it Go”, cantada pela Elsa, neste filme as músicas não são tão memoráveis quanto as do primeiro. São ótimas, bonitas, se encaixam perfeitamente nos momentos do filme e trazem ainda mais emoção, mas não são como as do primeiro.

O roteiro é muito bem escrito e traz mensagens muito importantes, como amor, amizade e aceitar o próximo. Embora as músicas não sejam um ponto alto, elas conversam diretamente com o texto de forma muito coerente assim como o primeiro longa, ou até mais. Todas as músicas do filme dão continuidade na história retratada na cena.

Assim como o primeiro longa, “Frozen 2” é uma animação feita não só para as crianças, mas para toda a família. Conta uma história boa, os diálogos são de fácil entendimento para as crianças e as mensagens são muito boas até mesmo para que os adultos absorvam. Acredito que poderá se igualar ao sucesso do primeiro volume.

Lizzo lança videclipe de “Good as Hell” com elenco inteiramente negro

Em entrevista Liam Payne comenta acreditar na volta do One Direction