in

Laika Não Morreu! lança clipe da faixa que dá nome à banda; assista!

Laika Não Morreu! lançou, na última sexta, 11, o clipe da faixa “Laika”, que dá nome à banda. O vídeo traz a história da cadelinha enviada ao espaço à bordo do satélite Sputnik 2, no dia 3 de novembro de 1957. A história por trás é marcante, intensa e inesquecível aos olhos daqueles que lutam pelo direito dos animais.

“O fato de ter sido uma cadela, uma fêmea a ir ao espaço pela primeira vez, torna tudo ainda mais emblemático e, de certa forma, inspirador. Vale lembrar que Laika foi a escolhida, entre tantos outros cachorros, por ser a mais dócil, mas também por ser a mais forte e resistente. É impossível não ver similaridades entre essa história e os dias de hoje, onde muitas mulheres ainda sofrem com vulnerabilidade, desigualdade, abusos, e até morte, que são causadas, majoritariamente por relacionamentos abusivos. Onde nos vemos numa relação totalmente desequilibrada, de objetificação, posse e interesse”, declara Gisele Lira, vocalista da banda.

“Toda essa reflexão nos mostra muita coisa. Apesar de desbancar essa história de sexo frágil (que obviamente é uma falácia), nossa força e resistência de nada valem sem o respeito e a igualdade entre todos. Homens, mulheres, bichos, natureza, etc. Porque a real é que a gente está cansada de ter que ser forte e de ter que resistir há tanto tempo”, conclui.

Na missão, os soviéticos queriam testar a viabilidade do ser vivo no espaço e treinaram a cadela para realizar o experimento. Laika deveria ficar no espaço por apenas sete dias, mas não resistiu e faleceu por conta da alta temperatura no primeiro dia.

Diferente da vida real, o clipe dá à Laika um final feliz ao lado da vocalista, sentadas juntas olhando para o Espaço, em um momento íntimo de reflexão e amor ao próximo, canção que faz parte do álbum “Estado Plasma”, lançado recentemente.

O clipe, que narra a história da cadela, conta com ilustrações assinadas pelo britânico Nick Abadzis, escritor e artista de história em quadrinhos. “A história e o legado de Laika tornaram-se uma espécie de conto ou mito popular, o que não é surpreendente, pois ela foi a primeira terrestre em órbita ao redor do planeta. Como tal, ela representa todos nós. Inspirados em meu premiado romance em HQ, LAIKA, usando a tecnologia da animação, a banda Laika Não Morreu! criou uma nova visão desse mito – uma música totalmente nova e um vídeo maravilhoso”, comenta Nick. “Laika não é um mito – ela é uma lenda a ser valorizada e essa música faz justiça a ela. Ouça e seja transportado”, completa.

“Harleys In Hawaii” | Katy Perry lança novo single nesta quarta; saiba mais!

MC Cabelinho faz de ação de dia das crianças do Pavão-Pavãozinho