Connect with us

Famosos

Leigh-Anne, da Little Mix, faz desabafo sobre racismo e ganha apoio de Normani e Ariana Grande

Publicado

em

LEIGH ANNE DESABAFO

Leigh-Anne compartilhou com os fãs na última sexta (05) um desabafo sobre racismo. A cantora, que é integrante do grupo Little Mix, escreveu um texto sobre situações que a deixam triste e que a acompanham há muitos anos. Anne começa relembrando de uma situação no ano passado quando resolveu falar de como era ser a única negra da Little Mix. A partir daí, a artista conta que percebeu como as pautas de raça não importam para o mundo.

“Ano passado eu decidi falar sobre ser uma das quatro meninas do Little Mix e como minha raça imprime minhas experiências. A partir daquela entrevista algumas pessoas se solidarizaram, algumas não disseram nada, mas uma coia eu aprendi com aquela experiência é que o mundo não se importava o suficiente com o assunto de raça”, disse a cantora, que completa dizendo que desde então vem usando as plataformas para conscientizar as pessoas.

Este é o primeiro momento na vida que sinto que racismo é um tópico de conversas. Nós temos a atenção do mundo. Nós não podemos ver isso como um momento. Isso tem que ser um movimento até o sistema parar de nos oprimir. Isso não é algo que pode acontecer em um dia. Pessoas negras foram oprimidas por mais de 400 anos. 400 anos depois nós ainda vemos irmãos e irmãs negras tomarem tiros e serem tratados com menos cuidado do que outras pessoas.”, continua.

A cantora contou um pouco mais da descendência familiar e de como foi criada de uma forma que contribuiu para que nunca visse a cor da pele como limitação para aquilo que queria conquistar. O despertar dessas problemas vieram de uma ocasião que viveu no passado e que a deixou em estado de alerta para as desigualdades. Anne conta que nas gravações do clipe de “Wings”, um dos primeiros sucessos da girlgroup, o diretor Frank Gatson disse que ela deveria trabalhar mais porque é negra, o que só foi fazer sentido depois.

“Chega um momento na vida de todo ser humano negro, não importa quanto dinheiro você tenha ou o que você alcançou, em que você percebe que o racismo não te exclui. Nove anos atrás, depois de entrar no Little Mix, eu tive o maior despertar da minha vida. Quando filmamos ‘Wings’, nós trabalhamos com Frank Gatson. Ele disse para mim, ‘Você é a garota negra, precisa trabalhar dez vezes mais’. Nunca na minha vida, alguém tinha me dito que eu precisaria trabalhar mais por conta da minha raça. O que o Frank Gatson me disse fez sentido depois”, disse ela.

Muito emocionada, Anne conta também do sentimento de solidão que vive durante turnês em países em que as pessoas são em grande parte brancas e fala do sentimento de ser a menos favorita do grupo, que os fãs não a escutam ou enxergam. “Minha realidade era ser solitária enquanto excursávamos por países predominantemente brancos. Eu cantei para fãs que não me enxergavam, não me escutavam e não vibravam por mim. Minha realidade era se sentir ansiosa em eventos de fãs e de autógrafos, porque eu sempre senti que era a menos preferida. Minha realidade é constantemente sentir que preciso trabalhar dez vezes mais para defender meu papel no grupo, porque meu talento por si só não é suficiente.”, contou.

Leigh também criticou a indústria musical, que não dá espaço para artistas negros, mas que faz uso de elementos da cultura negra nos projetos. Na legenda do post, a cantora fala ainda que sentiu que precisava ser ainda mais aberta e honesta com o público ao falar do assunto. “Como muitos de vocês, tenho me sentido muito triste com tudo o que estamos vendo online e vendo nas notícias. No passado, mencionei algumas experiências pessoais que foram desencadeadas devido à minha raça. Mais do que nunca, senti que era hora de ser completamente aberta e honesta com todos vocês porque, finalmente, o mundo está acordado e as pessoas querem ouvir, ajudar e entender. Não estou fazendo este vídeo por simpatia ou para você assistir e depois seguir a vida normal. Estou fazendo isso porque basta e espero que, ao compartilhar isso, todos possamos fazer mais para entender o racismo que ocorre. Ao fazer isso, somos capazes de abordar a questão maior e acabar com o racismo sistêmico. Tudo o que queremos é igualdade e justiça para a nossa comunidade negra.”, escreveu a artista na legenda da postagem.

Após o desabafo, artistas prestaram apoio a Leigh-Anne compartilhando o vídeo, como Ariana Grande e Hailey Bieber fizeram. Normani também interagiu com a postagem deixando um comentário. “Eu sou você e você sou eu. Eu te enxergo, irmã!”, disse. “Esse é o motivo de eu sempre ter sentido uma conexão com você. Estarei sempre aqui por você, irmã!”, respondeu Leigh.

Trending