Connect with us

Notícias

“Melhor Momento”: Felp22 lança terceiro disco de inéditas; ouça!

Publicado

em

Felp 22 lança, nesta sexta-feira (02), seu terceiro disco solo e de inéditas, chamado Melhor Momento. O nome passa a visão do cantor sobre seu atual momento. O novo projeto conta com as produções de: Rick Beats, Pep Starling, BVGA, Teo Guedx, Guga no Beat, Liip Beats e WC no Beat, que já trabalharam com nomes como Anitta, Matuê, Mc Rebecca, Filipe Ret e outros.

No atual disco, Felp 22 volta a sonoridade que o lançou e investe no estilo boom bap (é uma vertente mais clássica do rap, originária do soul e do funk em forma de loop, uma batida mais marcada, mais chiada e com um BPM mais lento).

“Eu botei meu coração nesse projeto, um pedaço da minha alma. Esse disco é muito especial pra mim e para os meus fãs, os antigos e também os novos. Quero passar uma mensagem para um futuro”, comenta o cantor. A ideia do álbum veio da vontade de Felp de se aprofundar em questões mais complexas e relevantes no dia a dia de quem o ouve, e voltar às origens.

“Estava achando minhas músicas um pouco vazias, me preocupei em entrar no mercado e acabei esquecendo da minha essência. Esse disco me fez voltar às origens e isso é muito importante para o meu público. O Boom Bap vive!”, diz Felp 22.

Wc no Beat assina duas produções no álbum: “Conexão Jamaica” e “Velho Amigo”. Sobre o processo comenta: “No disco tem duas faixas que eu faço parte, são letras que mexem muito com o coração e com a vibe de Boom Bap. A gente nasceu disso e descobrimos o trap juntos, é parte da nossa vida. E quando ele decidiu lançar esse projeto eu falei sim na hora, nunca negaria. É um disco sensacional, que fala muito sobre amor no que ele faz”.

A faixa de nome “Fênix” vem exatamente para celebrar esse momento que o cantor vive, em que ele volta às origens com mais força, confiança e originalidade.

O álbum que conta com 17 faixas inéditas, recebe conteúdo visual para todas as músicas. Sendo quatro 4 clipes (“Fênix”, “Litoral Sul”, “Química” e “Obrigado Mundo”) e mais 13 visualizers, um formato inovador que se aproxima, em partes, da experiência causada pelo formato de Canvas do Spotify, e que se diferencia do caminho comum do lançamento de clipes. Um trabalho pensado e estruturado como um presente para o público e que ilustra visualmente todas as letras e conceitos do álbum.

O destaque fica para o clipe de “Fênix” onde Felp, não participa atuando. O vídeo é uma espécie de filme curta-metragem, que conta com figurantes para transmitirem a história.

E aí, gostou desta notícia? Acompanhe outros conteúdos exclusivos no TwitterFacebook e Instagram! Além disso, siga também no Google Notícias para não perder nada!  

Para informar qualquer erro ou falar com a gente por outro motivo, mande email para [email protected]. Agora, se quiser fazer parte da nossa equipe de colaboradores, clique aqui.

Trending