Connect with us

Música

Melody é proibida de lançar versão de “Faking Love” e Anitta comenta: “Música não é bagunça”

Publicado

em

Anitta comentou nesta terça-feira (21) sobre “Fake Amor”, versão não autorizada de “Faking Love” feita por Melody. Assim que divulgada nas plataformas, a faixa foi retirada do ar pela gravadora da dona de “Girl From Rio” e a artista explicou nas redes sobre as autorizações necessárias para o lançamento da faixa. 

+ Anitta e Pedro Sampaio lançam videoclipe animado para “No Chão Novinha”
+ Anitta apresenta “Faking Love” em famoso programa americano

“Acabaram de me mandar a versão (ótima) que a melody fez de Faking Love. Mas, galera, música não é bagunça e internet não é terra de ninguém quando se trata da propriedade de terceiros. É automático o algoritmo da minha gravadora derrubar automaticamente qualquer conteúdo postado que tenha a minha voz ou imagem e não seja autorizado previamente. Por isso, provavelmente os links subidos com minha voz e imagem caíram.”, começou a artista.  

Anitta continuou comentando sobre o assunto e revelou que para lançar a música seria necessária a autorização da editora e dos 11 donos da faixa. “Quanto a versão da música sem a minha voz, essa também precisa de autorização da editora (Sony), que todo bom empresário sabe que não se faz por meio do Twitter, e sim entre as editoras por e-mails, ligações etc. Faking Love tem 11 donos. A autorização deve ser enviada formalmente (não pelo Twitter) para essas 11 (eu liberar a minha parte não significa que as outras pessoas vão liberar). E não tem como liberar.”, continuou.

Por fim, a carioca, que está confirmada no especial de Ano Novo de Miley Cyrus este ano, elogiou a versão, mas afirmou que a burocracia deve ser respeitada para proteger os direitos dos artistas. “Então, pai da Melody, ADOREI a versão, achei divertida a estratégia de marketing pra bombar com meu nome e me forçar a autorizar (achei meio pânico na TV com a sandália da humildade) mas a burocracia infelizmente (ou felizmente) ainda deve ser respeitada para proteger o direito dos artistas e suas criações. Adorarei liberar a minha parte quando receber um pedido formal. Mas já aviso, para os outros pedidos, que essa tática que foi utilizada não é muito bem vista lá fora nesse tipo de negociação. Mil fake beijos”, finalizou.

Com a repercussão, o público pediu para que Anitta liberasse a versão de Melody e começou a usar a hashtag “#LiberaAnitta” e a cantora comentou: “Então a # correta a ser usada seria #FazTeuTrabalhoPaiDaMelody e não #LiberaAnitta”. A adolescente ainda não comentou sobre o caso.

Confira o texto na íntegra:

“Hahahaha, quando eu falo pra vocês que essa menina Melody vai ser o próximo kikiki do Brasil voces não acreditam em mim, hahaha. Mas também quando eu falo que ela precisa deixar eu cuidar da carreira dela porque o pai não é correto também não me escutam, hahaha.

Acabaram de me mandar a versão (ótima) que a Melody fez de Faking Love. Mas, galera, música não é bagunça e internet não é terra de ninguém quando se trata da propriedade de terceiros. É automático o algoritmo da minha gravadora derrubar automaticamente qualquer conteúdo postado que tenha a minha voz ou imagem e não seja autorizado previamente. Por isso, provavelmente os links subidos com minha voz e imagem caíram.

Quanto a versão da música sem a minha voz… Essa também precisa de autorização da editora (Sony) … Que todo bom empresário sabe que não se faz por meio do Twitter, e sim entre as editoras por e-mails, ligações etc. Faking Love tem 11 donos. A autorização deve ser enviada formalmente (não pelo Twitter) para essas 11 (eu liberar a minha parte não significa que as outras pessoas vão liberar).

E não tem como liberar algo do qual não se tem conhecimento. Então, pai da Melody, ADOREI a versão, achei divertida a estratégia de marketing pra bombar com meu nome e me forçar a autorizar (achei meio Pânico na TV com a sandalia da humildade) mas a burocracia infelizmente (ou felizmente) ainda deve ser respeitada para proteger o direito dos artistas e suas criações.

Adorarei liberar a minha parte quando receber um pedido formal. Mas já aviso, para os outros pedidos, que essa tática que foi utilizada não é muito bem vista lá fora nesse tipo de negociação. Mil fake beijos.”

Agradecemos pela sua visita! Se gostou desta notícia, compartilhe com alguém que goste e nos ajude a chegar em mais pessoas. Acompanhe mais conteúdos exclusivos da Poltrona Vip no Twitter, Facebook e Instagram. Além disso, siga também no Google Notícias para não perder nada e se inscreva em nosso canal do Youtube.

Se você quiser falar com a gente para envio de pautas, anunciar ou comunicar algum erro em nossas matérias, mande email para [email protected] e ficaremos felizes em te atender. Agora, se quiser fazer parte da nossa equipe de colaboradores, clique aqui para se inscrever.

Trending