Connect with us

Séries

“O Hóspede Americano”: série da HBO acompanha passagem de Roosevelt pelo Brasil

Publicado

em

A minissérie “O Hóspede Americano” chegou neste domingo (26) no HBO Max e na HBO. Inspirada numa história real, a produção terá episódios divulgados semanalmente e mostra a expedição do ex-presidente dos Estados Unidos Theodore Roosevelt pela região amazônica, ao lado do explorador brasileiro Cândido Rondon.

Ambientada no início do século 20, a série acompanha Roosevelt depois de uma terrível derrota na campanha presidencial americana. O homem parte em busca de sua juventude perdida na selva brasileira, ao lado de seu amigo de longa data Farrel Nash (David Herman) e do filho Kermit (Chris Mason), com o objetivo de explorar o último rio não cartografado do país: o Rio da Dúvida, em Rondônia.

Numa viagem repleta de perigos mortais, o ex-presidente conta com o apoio do sertanista, então militar responsável por interligar as regiões mais remotas do país. Nesta jornada, os dois homens de perfis distintos terão que testar os seus limites físicos e morais, além de aprender a lidar com suas personalidades conflitantes para sobreviver.

Com criação e direção de Bruno Barreto, a produção é protagonizada por Aidan Quinn e Chico Diaz nos papéis de Theodore Roosevelt e Cândido Rondon, respectivamente. “Roosevelt é um personagem incrível, assim como Rondon. Mas essa história é contada a partir do ponto de vista de Roosevelt, porque é ele o ‘peixe fora d’água’ que vai para a Amazônia junto com o filho, mas também porque tem algo muito raro nos dias de hoje, que é a complexidade. Nesta era de polarizações, acho que ele traz um frescor de quem viveu há 100 anos”, completou Barreto, durante a coletiva de imprensa que a Poltrona Vip esteve presente.

Quinn define o papel de Roosevelt como um dos mais desafiadores da carreira. “Estava exausto em alguns momentos depois de gravar por quatro dias seguidos, quando chegamos em São Paulo para descansar um pouco e fazer as cenas restantes, eu estava cansado e não trabalhei como desejava”, disse o ator, que ainda falou mais da experiência de trabalhar com Chico Diaz: “Ele é um ator talentosíssimo e um lutador, um guerreiro quando se trata de defender os direitos de seu povo, os direitos dos atores que trabalham com ele. Foi uma honra. E o melhor: ele nunca demonstrou um só sinal de intimidação com relação a estar cercado de atores americanos”.

Além dos já citados, o elenco conta ainda com Dana Delany, Trevor Eve, Theodoro Cochrane, Gene Jones, Jeff Pope, Nick Westrate, Maya Kazan, Cláudio Jaborandy, Arilson Lucas, João Côrtes, Michel Gomes, Arieta Corrêa e Luisa Rosa.

Sobre as dificuldades da produção, os atores concordaram que a cena mais difícil de gravar foi a que navegavam por um rio com uma correnteza perigosa. Aidan revelou que gouveram diversos problemas técnicos, mas que se divertiu bastante. Chris Mason, que dá vida a Kermit Roosevelt na produção, revelou que ficou apreensivo com as cenas gravadas no rio e contou até um evento inusitado que aconteceu durante as gravações. “Quando voltei para São Paulo, descobri que estava com uma larva de mosquito andando pela minha cabeça. Tive que ir para o hospital retirar, mas deu tudo certo depois”, contou.

Durante a coletiva de imprensa, Bruno Barreto revelou ainda que a decisão de fazer da história uma minissérie partiu de ambas as partes. Segundo Chapman, roteirista da série, montar o projeto em quatro partes foi favorável e dá a impressão de que estão desenvolvendo um longa metragem, onde podem explorar muito mais a história.

Os atores foram questionados sobre o que os fez aceitar participar da produção brasileira e rapidamente começaram a dar as justificativas. Aidan revelou que trabalhar com culturas diferentes é uma das grandes paixões da vida. Já Chris precisou apenas ler o roteiro para ficar animado e aceitar o convite.

Ao responder a pergunta do quê fez com que aceitasse o papel, Dana Delany contou que já estava familiarizada com Bruno e Matthew, e que assim que lhe mostraram o roteiro, aceitou vir ao Brasil. A atriz ainda revelou que trabalhar em “O Hóspede Americano” foi uma grande oportunidade de voltar ao país três décadas depois de atuar em “Selva Viva”, lançado em 1986.

Tenho uma longa história com o Bruno, que foi o produtor do filme, e com o Brasil. Também trabalhei com o Chico [Díaz] e foi ele que me levou ao Rio de Janeiro e me mostrou tudo pela primeira vez, há 30 anos”, lembrou.

“O Hóspede Americano” é uma minissérie exclusiva HBO, coproduzida com a Teleimage. A produção conta com recursos da Condecine – Artigo 39. Assista ao trailer oficial da produção brasileira:

E aí, gostou desta notícia? Acompanhe outros conteúdos exclusivos no TwitterFacebook e Instagram! Além disso, siga também no Google Notícias para não perder nada!  

Para informar qualquer erro ou falar com a gente por outro motivo, mande email para [email protected]. Agora, se quiser fazer parte da nossa equipe de colaboradores, clique aqui.

Trending