Connect with us

Famosos

Terry Crews presta solidariedade à família de João Pedro e fala sobre racismo e violência

O ator é conhecido por estrelar séries como “Todo Mundo Odeia o Chris” e “Brooklyn Nine-Nine”

Publicado

em

Terry Crews

O ator Terry Crews enviou um recado de solidariedade à família de João Pedro. O garoto, de 14 anos, foi morto em uma operação policial em São Gonçalo, no Rio de Janeiro, em 18 de maio. O artista é conhecido por seu trabalho em comédias como “As Branquelas” (2004) e por estrelar séries como “Todo Mundo Odeia o Chris” e “Brooklyn Nine-Nine”.

+ 6 séries para refletir sobre racismo e outras questões sociais

“Gostaria de demonstrar minha solidariedade para a família de João Pedro. Eu apoio todos vocês em sua luta por justiça e sua luta para terminar a brutalidade policial nos Estados Unidos e no Brasil. Eu apoio os ativistas negros brasileiros, o povo vivendo nas favelas, as mães das vítimas e todos que estão lutando contra o racismo e violência. Obrigado”, diz o ator no vídeo, que foi enviado e compartilhado pelo canal Favelas na Luta. 

“A luta das mães vítimas de violências e o movimento Favelas em Luta ganhou um reforço internacional de peso hoje. Terry Crews, ator, ex-jogador de futebol americano, ativista, mandou uma mensagem de solidariedade à família de João Pedro e a todos os ativistas negros e de favelas que estavam nas ruas nos últimos domingos disputando caminhos de construção de um futuro que não seja repleto de desigualdades”, diz a legenda do registro, que já conta com mais de 13 mil visualizações no Instagram. 

+ Telecine promove especial Excelência Preta com sucesso do cinema; saiba mais!

“O levante é global e ecoa em todo corpo negro e favelado que não merece morrer nem de tiro, nem de Covid e nem de fome”, completa o texto. O movimento Favelas Na Luta é uma campanha articulada por vários coletivos de favelas do Rio de Janeiro que luta por direitos e justiça social. 

A morte de João Pedro também é tema dos protestos raciais ao redor do mundo, que começaram após a morte de George Floyd, o ex-segurança negro que foi assassinado por asfixia pela polícia americana de Minneapolis.

Trending