Connect with us

Lollapalooza

Co-fundador do Lollapalooza prevê retorno de shows somente em 2022

Publicado

em

lollapalooza

Marc Geiger, um dos criadores do grande festival Lollapalooza, falou sobre o futuro do evento depois da chegada do Coronavírus. O festival, que ainda não confirmou o cancelamento da edição deste ano, corre o risco de não acontecer nem em 2021.

Em entrevista para o podcast do crítico Bob Lefsetz, Marc diz que o retorno do público aos grandes shows devem acontecer somente em 2022. “Na minha humilde opinião, vai ser em 2022. Vai levar um tempo até o que eu chamo de ‘economia da germofobia’ ser lentamente morta e substituída por o que eu chama da ‘economia da claustrofobia’, que é quando todo mundo quer sair e voltar para jantar e ter a sua vida e ir aos festivais e shows”, conta o empresário.

Além disto, Marc fala também sobre uma outra dificuldade, que é ainda não ter um seguro que cubra Covid-19. “As seguradoras estão reticentes, pois é uma responsabilidade enorme. ‘Hey, eu peguei Covid’ e isso e aquilo – como você prova isso? Eu acho que as grandes empresas pedem se auto-segurar, elas podem dar o pontapé inicial. Todas os outras precisam esperar até que a indústria das seguradoras se sinta confortável. Esse é um dos vários obstáculos no caminho”. aponta o co-fundador do festival.

Alguns eventos, como shows, cinema e até mesmo exposição de arte, estão optando pelo drive-in – onde as pessoas assistem tudo de dentro do carro. Porém, muitos eventos e festivais estão sendo cancelados ou adiados por conta da pandemia, como a Virada Cultural, o Réveillon na Paulista e diversos shows nacionais e internacionais.

Mesmo após declarações de Marc, os organizadores do Lollapalooza Brasil ainda não confirmaram o cancelamento da edição 2020, que foi adiada para dezembro.

Trending