Connect with us

Música

Leo Santana lança parceria com MC Du Black e fala sobre fusão de ritmos: “Me sinto à vontade fazendo isso”

Publicado

em

leo dublack
Imagem: Reprodução/Twitter

Após concluir o lançamento do álbum “Levada do Gigante”, Leo Santana une forças com o cantor MC Du Black na música “Proibida Para Adolescente”. A faixa já está disponível para audição em todas as plataformas digitais. 

Com total foco para as plataformas de streaming, a canção aposta na mistura entre pagode da Bahia e brega funk, fórmula que deu muito certo para Leo no ano passado com o hit “Contatinho”, parceria com Anitta. O trabalho é uma composição de David Mattos, Luciano Chaves, Marco Lima e Mão Grande.

“‘Proibida Para Adolescente’ surgiu na hora certa, diante do momento que estamos passando. É uma música dançante, com letra fácil e melodia agradável. Todo mundo vai curtir! A dobradinha com o MC Du Black deu muito certo. Ele é um cara mega talentoso”, elogiou Leo

Leo Santana e MC Du Black reuniram fãs e imprensa em uma coletiva virtual na tarde de ontem (16) e contaram todos os detalhes do processo criativo da música, do videoclipe e as expectativas para o mercado musical do “novo normal”. 

A parceria com MC Du Black

Leo Santana e MC Du Black já se admiravam à distância. O ex-vocalista do Parangolé, inclusive, colocou na setlist dos shows um cover da faixa “Gaiola É o Troco”, maior hit de Du Black. A parceria foi uma sugestão da gravadora prontamente acatada por ambos os artistas. Todo o trabalho foi feito remotamente e eles ainda não tiveram a oportunidade de se conhecer pessoalmente. 

“Pelas conversas que a gente já teve nas redes, ele parece um cara muito parceiro. Energia!”, enalteceu o baiano. “O Leo é gigante na música, gigante como pessoa. A gente foca nisso de trazer essas pessoas pro nosso meio artístico até pra eu aprender. O nome do Leo foi citado lá atrás, a gente tava esperando uma oportunidade. Na verdade, eu nem acreditei, eu não esperava que fosse assim tão cedo”, revelou Du Black

A faixa chega com um clipe também gravado à distância; Leo, em Salvador, e Du Black, no Rio de Janeiro. “É muito mais legal quando você está do lado seu parceiro. Nunca tinha gravado algo assim à distância, mas o resultado ficou muito bom”, falou o “GG”. Fãs também participaram da gravação com os próprios celulares, em uma alusão aos virais do TikTok

Música para as plataformas

928B747E A08C 4390 9D56 CD8DDBAB5346 CA5BF334 6E5E 4621 A1DE A870BA7DCA44 scaled
Leo Santana durante coletiva virtual com MC Du Black, fãs e jornalistas (Imagem: Reprodução)

“Proibida Para Adolescente” é definida por Leo Santana como uma música voltada exclusivamente para as plataformas digitais. O objetivo é alavancar ainda mais o posicionamento do artista no mercado de streaming. A ideia é resultado da falta dos shows presenciais, principal forma de divulgação do repertório do “gigante”. 

“Eu sou um artista de palco, de vender ingresso, de vender cachaça (risos). Eu lancei a segunda parte do meu DVD em casa, sem poder divulgar no meu show. Então, eu tive que parar de trabalhar o DVD porque não tem o que fazer, são músicas de massa”, contou Leo. “Tem música que não funciona sem o contato corpo a corpo. Eu acredito de verdade nessa música e acho que é o momento perfeito porque ela foi estudada pra esse momento”, revelou Du Black

A estratégia, portanto, é transformar a música em um viral que agregue força ao catálogo de ambos. “Pra quando a gente voltar a trabalhar nos shows, somar as duas forças: o digital com a internet e a massa no físico”, explicou Leo. “É a matemática perfeita!”, acrescentou o funkeiro. 

Brega funk

“Proibida Para Adolescente” é, novamente, uma mistura de pagode baiano com algum ritmo distinto. A fusão de gêneros, Leo defende, é uma das principais vertentes do seu trabalho. “Eu me sinto à vontade fazendo isso”, disse. 

“Modéstia a parte, eu sou um cara muito ousado e antenado. Eu sou de pesquisar, de misturar tudo. Desde a época do Parangolé, eu já misturava funk e eletrônico com meu pagode da Bahia. Era uma coisa natural minha, até mesmo pelo meu modo de criação”, afirmou. 

O baiano aproveitou para fazer um apelo para que o brega funk seja mais difundido no país. “O ritmo já é uma realidade e ainda assim eu acho que deveria ter mais artistas do gênero em ascensão. A gente conhece a música e, às vezes, não conhece o artista. Seria interessante dar uma olhada e atenção a esses artistas que tem músicas conhecidas nas plataformas digitais, mas não tem a imagem conhecida”

O novo normal

Os shows drive-in, apresentações assistidas dentro de carros, já são uma realidade na agenda de Leo Santana. O intérprete de “Santinha” se apresenta no próximo mês em Brasília em um festival no formato. O cantor, apesar de animado, afirma que não sabe o que esperar da apresentação. 

“É muito natural da gente falar ‘sai do chão!’… Como é que vai ser? Rapaz, vai ser muito diferente, muito estranho”, brincou o artista. Ele também reforçou a importância desse novo formato para os profissionais que sobrevivem do entretenimento. “A nossa classe também tem contas pra pagar, a gente precisa trabalhar. Eu não faço outra coisa a não ser cantar”, ponderou. 

“Eu acho que enquanto os empresários e todos os envolvidos com música não tiverem uma resposta definitiva do que a gente vai fazer daqui pra frente, a gente vai tentar dar um jeito de inovar. O trabalho não pode parar”, disse Du Black. “Vai chegar uma hora que vai ficar confortável pra um e desconfortável pra outro, mas é a forma que a gente tem de trabalhar”, completou. 

Assista ao clipe de “Proibida Para Adolescente”:

Trending