Oscar 2018 tem reviravoltas: Inclusivo, mas depende

A lista de apresentadores da cerimônia que acontecerá neste domingo (4) agradou muitos espectadores. O Oscar 2018 será apresentado por Jimmy Kimmel, assim como em 2017, mas algumas mudanças ocorrerão. Dentre elas uma importante quebra de protocolo: Casey Affleck, irmão de Ben Affleck, não entregará o prêmio de “Melhor Atriz”. O ator foi premiado no ano passado com o Oscar de “Melhor Ator” e, por isso, teria que entregar a estatueta para a mesma categoria feminina no ano seguinte – polêmica que chama, né?

O ator preferiu não cumprir a tradição devido ao movimento de mulheres #MeToo, pró direitos iguais de gêneros. Vale ressaltar que Casey carrega duas acusações de assédio sexual – não fez mais do que ter senso, querido. No lugar, Jennifer Lawrence e Jodie Foster apresentarão a categoria – É simbolismo que vocês querem?

As recentes denúncias de abuso e assédio sexual dentro e fora do mundo do cinema provocaram uma série de protestos por parte de atrizes em eventos de Holywood. O caso mais marcante aconteceu no Golden Globe em janeiro desse ano, no qual mais de trezentas atrizes usaram vestimenta preta como símbolo de protesto. Além disso, Natalie Portman ressaltou os vencedores da categoria de melhor direção, todos homens. Já a atriz Rachel Brosnaham, vencedora de “Melhor Atriz” de série pela atuação em “’The Marvelous Mrs. Maisel”, discursou a respeito dos grandes passos ainda necessários contra o assédio sexual.

Além de mais mulheres escaladas, um outro feito marcante confortou a senhorita representatividade: Daniela Vega, protagonista do filme “Uma Mulher Fantástica” será a primeira transgênero integrante do time de apresentadores do Oscar. O longa concorre na categoria de melhor filme estrangeiro. Para conferir os outros participantes desta edição clique aqui.

Que pena seria se acontecesse algum boicote injusto! Pois então, “Get Out” já está sofrendo retaliações. Um filme de terror psicológico e muito suspense aborda a temática do racismo e da sexualização de corpos negros de maneira chocante. Entretanto, os jurados mais velhos da academia consideraram um filme inapropriado para a premiação sem ao menos terem o visto. Algo de errado não está certo.