in

CarnaVip 2020 | Duda Beat é atração da festa Auê e entrega show animado: “Não é época de chorar”

Imagem: Matheus Queiroz

Na noite da última sexta-feira (21), o Auê recebeu uma das novas estrelas da música brasileira: Duda Beat. A pernambucana estreou uma série de shows que a festa tem promovido durante o período carnavalesco do Rio de Janeiro.

A artista passeou por todos os sucessos da carreira, como “Chega” e ”Meu Jeito de Amar”, e apresentou os já tradicionais covers de sua setlist, como “Vem Quente Que Eu Estou Fervendo”, de Erasmo Carlos, e “Deixa Eu Te Amar”, de Agepê

Duda preparou um repertório especial para o período de folia. “Carnaval não é época de chorar”, brincou sobre o tom de “sofrência” das próprias músicas. Para amenizar as letras, a cantora repaginou as canções “Derretendo” e “Back to Bad” com arranjos inspirados em brega funk. 

O repertório também contou com dois covers especiais para o carnaval: “Carro Velho”, gravada por Ivete Sangalo no comando da Banda Eva, e “Rapunzel”, de Daniela Mercury. “São duas artistas que sou fã e que sempre me trataram muito bem”, justificou. 

A apresentação foi embalada por discursos feministas. Ao início da faixa “Xanalá”, lançada em parceria com Gaby Amarantos, Duda reafirmou a importância de falar sobre a sexualidade feminina: “A gente precisa falar e tocar na nossa xana”. A intérprete também pediu união entre as mulheres. 

“Eu não gosto da expressão ‘elas que lutem’. Que nós lutemos juntas! Começamos o ano falando que ninguém solta a mão de ninguém e terminamos falando ‘elas que lutem’? Aqui não!”, afirmou Duda

Mesmo com a chuva torrencial que atingiu a capital carioca durante a sexta de carnaval, a plateia acompanhou do começo ao fim a apresentação de 1h20. Duda Beat, que mora no Rio de Janeiro desde os 18 anos, agradeceu ao carinho dos fãs e destacou a cidade como um público diferenciado. 

Imagem: Matheus Queiroz

Auê

O Auê, os “inimigos do fim do Carnaval”, como a própria festa se descreve, promove uma série de eventos especiais para a época mais animada do ano. O festejo mistura shows de artistas da cena nacional e grandes blocos do Rio de Janeiro. Nomes como Jaloo, Baco Exu do Blues e Minha Luz é de Led compõem a line-up.

Nesta segunda, a festa fica por conta do show de MC Tha e dos blocos Toco-Xona, Meu Carna é Funk e Bloconcé. O Auê acontece no Hub, localizado no Santo Cristo. Os ingressos podem ser adquiridos através do Sympla a 35 reais. Os primeiros compradores de cada dia tiveram a oportunidade de retirar entradas gratuitas.

CarnaVip 2020 | Kelly Key apresenta show cheio de energia e canções que marcaram uma geração no Rio POPline Carnival

CarnaVip 2020 | Pocah estreia bloco no Rio de Janeiro com convidados de peso