Connect with us

Famosos

Miley Cyrus divulga carta aberta à Hannah Montana e agradece por fase da carreira: “Foi uma honra”

Publicado

em

Miley Cyrus resolveu comemorar os 15 anos de “Hannah Montana” e surpreendeu os fãs nesta quarta-feira (24) ao postar uma carta aberta à personagem. O seriado marcou não só a vida de milhares de fãs, mas também foi responsável por introduzir a cantora à mídia e dar o pontapé inicial para o que viria a ser uma carreira de sucesso.

“Dar vida à você naqueles seis anos foi uma honra. Eu estou em dívida não apenas com você, Hannah, mas com todo mundo que acreditou em mim desde o início. Vocês todos têm minha lealdade e mais profunda admiração até o fim. Com toda sinceridade, eu digo OBRIGADA!”, disse a artista na carta.

O primeiro episódio de “Hannah Montana” foi exibido em 24 de março de 2006, na Disney Channel, e a produção contava a história de Miley Stewart, que dividia a vida em ser uma garota normal e uma superstar. O piloto já trazia muito do que os fãs poderiam esperar, como humor, lições sobre amizade e a estrela que Hannah era nos palcos.

O sucesso de “Hannah Montana” foi tão estrondoso que a série rendeu quatro temporadas, o especial “Hannah Montana & Miley Cyrus – Show: O Melhor de Dois Mundos“ e o filme “Hannah Montanna: O Filme”, além de um legado que permanece até os dias atuais.

Confira a carta na íntegra:

“Olá, Hannah

Já faz um tempo. 15 anos para ser exata. Desde o momento que eu deslizei aquelas franjas loiras da minha testa na melhor tentativa de esconder minha identidade. Na época, eu a coloquei dentro de um roupão rosa com um deslumbrante HM em um coração. Eu não sabia que era lá que você viveria para sempre. Não apenas no meu coração, mas nos de milhões de pessoas ao redor do mundo. Apesar de você ser considerada um “alter ego”, na realidade, houve um momento em minha vida onde você guardou mais da minha identidade em suas luvas do que nas minhas próprias mãos.

Nós tivemos uma troca igual onde você me ofereceu uma quantidade superlativa de fama em troca do anonimato que eu poderia te dar. Mas muito mudou desde então. Você foi como um foguete que me levou para a lua e nunca me trouxe de volta. Eu não poderia ter imaginado que ao me gravar cantando “I Love Rock n’ Roll” na frente de uma parede branca da cozinha de uma amiga da minha mãe em Nashville, o nome digitado em fontes no estilo de letreiro em um primeiro rascunho do roteiro transformaria meus sonhos mais loucos em realidade.

Você e eu passamos por tudo juntas, minha amiga. Nós compartilhamos muitas primeiras vezes. Muitas últimas. Altas. Baixas. Lágrimas e risadas. Eu perdi meu pappy, o pai do meu pai, enquanto gravava uma cena antecipada da 1ª Temporada. Ele queria segurar o suficiente para acompanhar a estreia no dia 24 de Março. Ele se foi no dia 28 de Fevereiro. Ele chegou a assistir ao comercial que foi transmitido durante High School Musical, quando ele disse ter sido um dos momentos mais orgulhosos de sua vida, e ele era um legislador democrata durão. Meu coração ficou partido mas realizado em saber que eu poderia carregar seu nome através do meu pai em todos os créditos.

Eu experimentei me apaixonar pela primeira vez naqueles anos. Embaraçosamente, comecei meu período em um par de calças brancas, é claro, no dia em que um “cara fofo” entrou para o elenco e me chamou pra almoçar, ao invés disso, eu passei o almoço no banheiro com minha mãe chorando e lutando para encontrar um par de jeans novos. Eu ganhei tantos amigos durante os 6 anos que passei nos sets. Emily Osment, Mitchel Russo e Jason Earles se tornaram minha família. Eu estava vendo eles mais do que a minha real.

Bem, exceto meu pai, com quem eu ia para o trabalho todos os dias até o momento em que minha mãe me deixou comprar um Prius. Que foi quando eu tinha apenas 15 anos e uma licença, então minha copiloto era minha avó “Mamamie”, que administrava meu fã-clube MileyWorld diretamente da cozinha do camarim que eu compartilhei com meu pai até nosso último dia em 2011. Um dia que eu nunca vou esquecer.

Foi agridoce saber que eu estaria deixando você (uma GRANDE parte de mim) para trás nos Estúdios 9, que é o lugar onde digo que cresci quando me perguntam. Era minha casa. O episódio final foi apropriadamente chamado de “Whenever I Go” (Para onde eu for) depois de uma música final escrita pela própria sensação adolescente do pop. Você. Eu? Hannah Montana. O primeiro verso era “Tudo está prestes para mudar. Um capítulo acaba mas as histórias apenas começaram. A página está virando para todo mundo” e termina com um coral cantando “nós podemos estar separadas mas eu espero que você sempre esteja comigo por onde quer que eu vá”. Hannah, eu espero que você me escute e acredite que essas palavras são verdadeiras. Você tem todo o meu amor e maior gratidão.

Dar vida à você naqueles seis anos foi uma honra. Eu estou em dívida não apenas com você, Hannah, mas com todo mundo que acreditou em mim desde o início. Vocês todos têm minha lealdade e mais profunda admiração até o fim. Com toda sinceridade, eu digo OBRIGADA!

À toda equipe da Disney, todos os companheiros de elenco, convidados especiais, equipe, agentes, e especialmente minha mãe, que me levou para todas as lições e audições mesmo quando era necessário sair da cidade ou mudar-se para o outro lado do país com meus irmãos tão altruístas. Não há um único dia que se passa sem que eu me lembre de onde eu vim. Um prédio em Burbank, Califórnia, com uma sala cheia de pessoas com o poder de de preencher meu destino. E foi isso que eles fizeram. Eles me deram você. O maior presente que uma garota poderia esperar. Eu te amo Hannah Montana.

Para sempre,
Miley.”

Trending