Connect with us

Música

Com clima bem humorado e nostálgico, Katy Perry lança clipe de “Not The End Of The World”

Publicado

em

Katy Perry Smile

Como prometido, Katy Perry lançou nesta segunda-feira (21) o videoclipe de “Not The End Of The World”, que faz parte do quinto álbum de estúdio da cantora, o “Smile”. A produção conta com a participação da atriz Zooey Deschanel, um clima bem humorado e cheio de referências conhecidas pelos fãs.

No videoclipe, Zooey é abduzida por engano por aliens que acreditam que ela é a própria Katy Perry. Enquanto tenta explicar que não é a cantora, Deschanel assiste uma contagem regressiva para a autodestruição da Terra e os aliens começam a moldá-la para parecer a Perry de eras anteriores, como no “Teenage Dream”, por exemplo.

Katy Perry mais uma vez usa do instrumento de trabalho para falar sobre críticas que recebe na internet e que pedem que ela seja algo que não é mais. Parte dos comentários são feitos pelos próprios fãs, que sentem saudades das eras anteriores da artista e esperam que ela retorne ao antigo, algo que a dona de “Only Love” já deixou para trás.

O “Smile” foi lançado em agosto e desde então “Not The End Of The World” ganhou o público. Para divulgar do novo projeto, Katy lançou clipes e vídeos promocionais para as canções do disco, mas a música ficou de fora. Mais tarde, a dona de “Firework” apresentou a faixa em uma das performances que fez durante a pandemia. (assista!)

O novo disco da artista conta com 12 faixas, incluindo “Never Really Over”, “Daisies”, “Harleys In Hawaii” e a canção que dá nome ao projeto. Além do lançamento do “Smile”, este ano marcou o nascimento de Daisy Dove Bloom, filha da artista com o ator Orlando Bloom.

Grande Conjunção: Júpiter e Saturno alinhados

O videoclipe de “Not The End Of The World” chega no dia em que acontece a chamada “Estrela de Natal” ou a “grande conjunção”, nome dito por Perry nos últimos dias em postagens. No fenômeno, Júpiter e Saturno, os dois maiores planetas do sistema solar, ficarão alinhados e será possível observar a olho nu. Esta é será maior aproximação visível entre os planetas desde a Idade Média e poderá ser visto novamente após quase 800 anos.

Publicidade

Facebook

Twitter

Trending