Connect with us

Séries

Dulce Maria estreia na 2ª temporada de “Falsa Identidad” e fala sobre personagem

Cantora e atriz mexicana fala sobre os desafios de viver Victoria Lamas na série disponível na Netflix

Publicado

em

A segunda temporada da série “Falsa Identidad” estreou na última quarta-feira (28) no catálogo da Netflix e trouxe a tão aguardada participação da cantora, compositora e atriz mexicana Dulce Maria. Na produção, a artista vive Victoria Lamas, uma advogada especialista em direitos humanos.

Victoria é uma advogada que quer fazer justiça. É bom querer fazer justiça. Perdeu toda a família e sofreu muito. Mas é uma mulher muito forte e valente […] É algo diferente do que eu já havia feito. Ela é mais sóbria, mais séria, mais introspectiva. Ela é muito mental, sempre analisa a todos. É um projeto mais duro, mais denso.”, descreveu Dulce durante coletiva de imprensa.

“Ela não tem medo por ser mulher e acho que isso também é algo bom para as pessoas que veem a série. Victoria me ensinou que precisamos ser uma pessoa valente, que não devemos ficar calados. Algo bonito nela é que apesar de todo mal, toda a dor, ela voltou a ser humana, buscando coisas boas. E não é sobre vingança, mas em fazer justiça”., completou.

Dulce Maria continuou contando mais da personagem, que é considerada por ela como um dos grandes desafios da carreira, já que estava acostumada a interpretar personagens mais românticas e suaves. Outro grande ponto de Victoria, é que a atriz teve que aprender a usar armas de fogo. “Fiquei em contato com os diretores e atores para repassar algumas cenas, ir entrando no personagem, também precisei fazer algumas sessões de treinamento com armas, porque Victoria usa pistolas. Fora isso, tive que trabalhar um pouco a voz, ela fala de uma forma mais grave, não faz tantos gestos, e eu sou uma pessoa extremamente expressiva, muito alegre. Victoria é uma pessoa que raciocina mais, mais grosseira. São características muito diferentes do que eu estava acostumada a fazer, interpretei personagens mais românticas e ‘suaves’. Ela foi um desafio“, diz Dulce María.

As gravações da personagem começaram em julho do último ano e precisaram ser paralisadas por conta da pandemia do coronavírus. Ao retomarem, Dulce já estava grávida e precisou enfrentar um grande desafio. “Comecei a gravar em janeiro até março, iriámos acabar no início de maio. A pandemia chegou e precisamos frear, retornamos em julho e eu estava grávida. Houveram algumas cenas que precisei gravar sozinha, sem a presença dos meus colegas atores”, contou.

Dulce deu um pequeno spoiler e contou qual a cena que mais marcou na serie: “Quando Victoria se encontra com o assassino de sua família, é bem impactante, porque ele representa todo o mal que ela já passou na vida”.

Atuar ou cantar?

Reconhecida pelo grande talento para música e atuação, Dulce Maria possui a habilidade de conciliar as duas áreas profissionais. Sobre os desafios das carreiras, Dulce vê a música e a atuação como bastante desafiadoras, mas a música ainda te preenche um pouco mais. “Eu acredito que as duas sejam desafiadoras, depende do momento da minha vida em que eu esteja. A carreira de cantora é muito bonita, agora por causa da pandemia não, mas ela me permite estar muito perto das pessoas, ser quem eu sou e cantar. Isso é o que eu mais gosto, estar em um palco! O que acontece é que as turnês são muito desafiadoras, viajar e viver em um avião, ir de um lado para outro, não ter estabilidade, muitas noites sem dormir… Essa parte é desafiadora“, revelou.

Sobre a atuação, Dulce conta que também é algo que a apaixona e destaca o fato de poder dar vida à outra pessoa, que é completamente diferente de quem ela é. “E um personagem é algo muito interessante porque você empresta sua vida a um ‘ser’ que talvez seja muito diferente de você e que faz coisas que você nunca faria na vida real. As duas coisas me apaixonam“, declarou.

“A carreira de cantora é linda e nos permite estar perto das pessoas e ser você mesma. O que mais me encanta é estar com as pessoas”, explicou. “Mas agora com minha bebê e a pandemia, acho que seria um pouco melhor para eu fazer projetos de atuação. […] Seria mais seguro, mais viável fazer projetos curtos de atuação. Ainda não há vacina aqui [no México] e por isso precisamos nos cuidar. Não vou poder fazer turnê ainda, mas a música é algo que sou apaixonada e me aproxima de vocês”.

Lançamento de livro

Com grande habilidade para escrever, Dulce Maria é compositora de grande parte do repertório e também já lançou um livro. Durante a coletiva, a artista foi questionada sobre a possibilidade de produzir algum roteiro de série ou filme.

O que eu escrevi até agora são justamente emoções, sentimentos, pensamentos, experiências, reflexões, ou seja, são coisas da vida real. Não escrevi ficção. Então a verdade é que eu, sozinha, não me aventuraria a fazê-lo sozinha, mas por exemplo, se eu tiver alguma ideia de coisas que eu gostaria de empreender, de histórias ou algo assim, eu gostaria de me juntar a alguém que o fizesse com uma ideia minha. Eu dar ideias. Disso sim eu gostaria, escrever com alguém. Mas não agora, não é algo que planejo a curto prazo, mas algum dia talvez eu gostaria. Não é algo que descarto, mas não é algo que planeje fazer agora“, revelou.

Dulce Maria finalizou o bate papo com a imprensa mandando um recado especial para a audiência. “Lhes mando muita luz, muita esperança, muito amor. Que Deus os abençoe e que sigamos aguentando. Ainda falta [muito pela frente], mas já vemos um pouquinho de luz no final do túnel dessa pandemia. Mando um abraço a todos, porque acredito que todos tivemos um ano difícil, de perdas de gente querida, de amigos e de muito medo. Lhes agradeço e mando muitos abraços, que isso chegue até o coração de vocês! Amo muito vocês. Muito obrigada por todo o apoio. Obrigada [em português]“, finalizou.

Trending