in

Entrevista | Ana Clara emplaca regravação de Beth Carvalho em novela da Globo: “Sonho de qualquer cantor”

Imagem: Divulgação

Um nome de destaque da nova geração do samba, a cantora Ana Clara lança o novo single, “Coração Feliz”. A canção é parte da trilha sonora de “Bom Sucesso”, novela das 19h da Rede Globo, que estreou esta semana. 

“Coração Feliz” foi gravada originalmente por Beth Carvalho. A composição de Marquinhos PQD, Adilson Bispo e Gerson do Vale deu título ao álbum lançado pela madrinha do samba em 1984. Na novela, a regravação embala os conflitos amorosos vividos por Paloma, protagonista interpretada por Grazi Massafera.

Na estrada há 11 anos, Ana Clara já lançou três trabalhos, entre CDs e EPs. Em 2016, a sambista foi convidada para ser parte da turnê “Gigantes do Samba II”, onde dividiu o palco com Belo, Alexandre Pires e Luiz Carlos, do Raça Negra. Ela também traz no currículo parcerias com Chitãozinho & Xororó, Alcione, Daniel e Gusttavo Lima

Poltrona Vip: A canção “Coração Feliz” compõe a trilha sonora da novela “Bom Sucesso”. Como sua música foi selecionada? Já ouviu tocando no ar?

Ana Clara: Eu não sei falar muito sobre a seleção porque eu acho que é uma coisa bem interna. Só fiquei sabendo que a música entrou há algum tempo atrás e eu não podia contar para ninguém. Eu assisti à estreia e fiquei muito feliz. Acho que ter uma música na novela é o sonho de qualquer cantor, ainda mais por ser tema da protagonista. O momento que eu estou vivendo é maravilhoso.  

PVIP: Já estava nos seus planos regravar o clássico de Beth Carvalho ou foi uma encomenda da Rede Globo?

AC: Já estava nos meus planos. Inclusive, gostaria muito que Beth tivesse ouvido. Eu gravei em março, quando ela ainda estava viva. Até comentei que queria muito saber a opinião dela, mas, infelizmente, no meio do caminho recebemos a notícia do falecimento. Eu fico muito feliz porque é uma música que não foi regravada por ninguém, talvez, por ser meio lado B. Depois que ela entrou na trilha da novela, eu fiquei ainda mais feliz por eternizar a obra de uma intérprete tão incrível. 

PVIP: Com a música na novela, você será apresentada diariamente a um público muito mais amplo. Como você enxerga o impacto disso na sua carreira?

AC: É a maior vitrine. Hoje, o público do segmento do samba já me conhece, mas com a novela, uma massa vai me ouvir todos os dias. Até achei que não fosse tocar desde a estreia, mas acabou tocando. As pessoas vão conhecer de fato o meu trabalho através dessa oportunidade de estar na novela.  

PVIP: Como uma sambista da nova geração, o que representa regravar o legado de Beth Carvalho?

AC: Muita coisa! Feliz por ser uma cantora da nova geração que ainda tem essas raízes do samba tradicional. Feliz também pelo trabalho ter tomado uma proporção, de pessoas que ainda não me conhecem poderem ouvir um samba tão lindo que foi cantado por Beth. Quando gravamos, fizemos uma roupagem um pouco diferente, mas respeitando as melodias que ela cantava. Feliz de levar esse legado para frente!

PVIP: Você é natural de Santa Catarina, um local que a gente naturalmente não associa ao samba. Como é o cenário do samba no estado?

AC: É uma pergunta frequente, mas lá não tem o cenário só do samba. Eu sou natural de Joinville, uma cidade que toca diversos estilos de música. Nenhum mais do que o outro. Foi muito engraçado quando cheguei em São Paulo. As pessoas acham muito diferente eu ter vindo de Santa Catarina, ser loira e cantar samba. É muito atípico. Eu acho que quando a gente nasce para fazer uma coisa para vida não tem onde nascer, sabe? 

PVIP: Você é multi-instrumentista e tem aprimoramento em violino e piano. Como essas formações agregam ao som que você faz hoje?

AC: Comecei a fazer aulas de violino aos 3 anos, depois eu fiz piano e, por último, eu fui cantar. Acredito que eu ter começado a fazer música clássica muito cedo tenha me ajudado com relação à afinação. Quando eu comecei a fazer violino, não tinha um instrumento do meu tamanho, então, eu solfejava as músicas. Isso me ajudou muito a cantar. 

PVIP: O seu último trabalho, o EP “A Gente Sempre Ganha”, tem a participação de Alcione. Como foi gravar com ela? 

AC: Foi incrível. A Alcione é um dos nossos medalhões, não só do samba, mas da música brasileira. Uma grande intérprete. Eu sempre fui muito fã dela. Fiquei muito feliz quando ela aceitou cantar essa nova roupagem de “Não Deixe o Samba Morrer”.

PVIP: Quais os próximos passos da carreira?

AC: Os próximos planos são começar a divulgar esse novo single e ir para estrada fazer show!

Iggy Azalea virá a São Paulo para show único

Ingressos para show de Iggy Azalea em São Paulo já estão à venda; confira!