“Bohemian Rhapsody”, o filme sobre Freddie Mercury, ganha novas imagens

A Fox divulgou fotos da cinebiografia do cantor Freddie Mercury nessa quinta-feira (26), na CinemaCon, em Las Vegas. Além das imagens, algumas cenas de Bohemian Rhapsody foram exibidas durante a convenção. O resultado disso foi a expectativa para um show de interpretação do reizinho Rami Malek – literalmente! Os sucessos “Bohemian Rhapsody” e “We Are the Champions” ganharam performances no filme. Os integrantes de Queen aprovaram o registro de Mercury, no qual o astro de “Mr. Robot” surpreende pela caracterização incrível.

Em entrevista para a Entertainment Weekly, Rami contou como foi ser elogiado pelo guitarrista da banda e produtor musical do projeto: “Brian May me mandou um email depois de assistir ao filme e disse que foi levado às lágrimas. E que, se Freddie estivesse aqui hoje, ele não poderia estar mais orgulhoso do que conquistamos. Isso é algo que vou levar para o túmulo”.

May declarou: “O filme fala sobre família e relacionamentos, esperanças e sonhos, corações partidos e decepções, e, finalmente, fala sobre vitórias e realizações, de uma maneira que todos podem se identificar. Não foi uma jornada fácil, mas a maior parte das jornadas que valem a pena são assim. Rami, Lucy e os garotos entregaram performances monumentais”.

‘Bohemian Rhapsody’ será traçado desde a formação da banda Queen até seis anos antes da morte de Freddie. Além de Malek, o elenco contará com Ben Hardy como Roger Taylor (ex baterista e produtor executivo)Gwilym Lee interpretando Brian May e Joseph Mazzello será John Deacon.

Mesmo com divergências no estúdio, a direção parece estar se encaminhando para um retrato emocionante do artista. Essa troca entre Bryan Singer e Dexter Fletcher não abalou o andamento de Bohemian Rhapsody. O filme tem data de estreia para o natal e chega no Brasil dia 27 de dezembro deste ano.

A produção também lançou a sinopse oficial, confira:

“Bohemian Rhapsody é uma agitada celebração do Queen, de sua música e de seu extraordinário vocalista Freddie Mercury, que desafiou estereótipos e derrubou convenções para se tornar um dos artistas mais amados do planeta. O filme acompanha a ascensão meteórica da banda por meio das canções icônicas e de uma sonoridade revolucionária, a quase implosão do grupo quando o estilo de vida de Mercury entra numa espiral fora de controle e o retorno triunfante da banda na véspera do Live Aid (1985), quando Mercury, enfrentando uma doença que ameaçava sua vida, coordenou a banda em uma das maiores performances na história do Rock. No processo, o filme reforça o legado de uma banda que sempre foi mais como uma família e que continua a inspirar desajustados, sonhadores e amantes de música até hoje”.