in

Entrevista | Agnes Nunes, Xamã e músicas sobre mulheres que inspiram

Dupla que se conheceu por meio da internet apresenta trabalho dedicado às mães

“Essa é uma forma de agradecer essas mulheres por tudo o que elas fizeram por nós”, comenta o carioca Xamã, que junto com a sensação da internet Agnes Nunes, transformaram suas emoções em um EP com quatro faixas dedicadas a figuras especiais. Intitulado como “Elas Por Elas”, o projeto que foi lançado nesta sexta-feira (2) apresenta em suas músicas experiências reais de mães que transmitem força e coragem. 

Com o objetivo de representar não somente as mulheres de suas vidas, mas também todas as outras mundo a fora, os artistas conseguiram por meio de versos e melodias reproduzir a beleza da força feminina. “Escrever uma letra sobre alguém próximo deixa a música doce e emocionante, a pessoa se sente especial e isso torna a experiência mais real”, diz Xamã. 

Em “Elas Por Elas”, as novas sensações da música brasileira transpiram não só a beleza da figura materna, mas também as dores que elas carregam por serem mulheres em uma sociedade cruel. “Cida” é  a primeira canção do disco e demonstra a admiração de Agnes por sua mãe, seguida de “Rose”, mensagem para a mãe adotiva de Xamã, e “Sônia”, que homenageia mais uma mulher especial na vida do rapper. 

Para finalizar o repertório da obra musical, foi apresentada nesta quinta-feira (1), em um show exclusivo no espaço Jai Club, em São Paulo, a surpreendente “Dolores”. “Essa é a única fictícia, mas somente na questão do nome. A gente fez essa música baseada em um relacionamento de um casal de lésbicas que se amavam muito, mas por conta da pressão da sociedade elas não conseguiram concretizar esse amor que sentiam uma pela outra. Essa é uma das canções mais fortes do nosso trabalho”, contou Agnes. 

+ “ELAS POR ELAS” | EM NOVO EP, AGNES E XAMÃ PRESTAM HOMENAGEM A MULHERES FORTES

Mesmo com a naturalidade expressa nas composições, a dupla revelou que expor as particularidades das personagens de cada faixa e fazer com que o público criasse empatia por elas foi um grande desafio. “Nós queremos passar essa sensação de afinidade, mostrando as nossas mulheres, do nosso mundo, com a esperança de que todos se sintam representados”, revelam. 

Vinda da internet – foi descoberta há pouco tempo nas plataformas digitais onde publica vídeos de releituras de faixas já famosas entre o público – Agnes tem uma grande vontade de crescer artisticamente, além de um dom incrível para chamar a atenção das pessoas para a sua voz. Foi assim que surgiu o interesse de Xamã, um dos maiores nomes do rap nacional, em colaborar com a jovem cantora de 17 anos. 

De onde surgiu a ideia de produzir um EP colaborativo?

“Eu fiz um cover do Xamã no Instagram cantando sua música “A Bela e a Fera” e aí ele falou que tinha gostado muito, me mandou uma mensagem e começou a me acompanhar. Um tempo depois recebi uma mensagem dele dizendo que gostaria de gravar uma música. A priori a gente queria gravar apenas uma faixa, mas devido à conexão que criamos no estúdio gravamos a primeira, a segunda, a terceira e quando percebemos já tínhamos quatro músicas preparadas”, respondeu Agnes. 

O que esse trabalho representa para Agnes e Xamã?

“Eu aprendo muito com ela. Esse lado rapper cria certos bloqueios e ela tirou todos esses impedimentos, além de acrescentar muito em minha vida. Eu me reconstruí como artista, me tornei um novo Xamã”, declarou o carioca que logo teve uma resposta de Agnes.

“Xamã me apresentou Los Hermanos e ele sempre está me mostrando coisas novas. É muito importante essa troca de experiência e estilo musical. Esse projeto e tudo que está rolando está me amadurecendo muito. Tudo está acontecendo da melhor forma possível!”, afirmou. 

Acesse o player abaixo e confira o resultado da produção:

Escrita por Renan Coelho

Em parceria com Elle King, Lindsey Stirling lança “The Upside”

Gloria Groove é convidada especial de IZA em show no Audio Club